Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Madaíl foi neutro na decisão sobre o FCP

Gilberto Madaíl, presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), garantiu esta sexta-feira ter mantido sempre uma posição neutra na decisão da UEFA sobre a admissão do FC Porto na edição 2008/2009 da Liga dos Campeões.
20 de Junho de 2008 às 14:59
Madaíl não vai cumprir o seu mandato até ao final
Madaíl não vai cumprir o seu mandato até ao final FOTO: D.R.

“Enquanto presidente da FPF e membro do comité da UEFA, não tive qualquer interferência, como a UEFA anunciou”, afirmou o dirigente, em conferência de imprensa, em Neuchatel, antes do regresso da comitiva portuguesa a Portugal, recorrendo a um comunicado do organismo europeu onde este atestava a sua neutralidade, assim como a da Federação.

“Entendo que as opiniões que a FPF prestou foram isentas”, frisou o presidente da Federação, afirmando que “primeiro, tivemos críticas de um clube e, depois, de ouro. Penso que, neste caso, a virtude está no meio”.

 

Gilberto Madaíl apelou ainda à “calma e serenidade” para que a “justiça desportiva portuguesa se pronuncie em definitivo”.

 

MADAÍL REITERA QUE NÃO CUMPRIRÁ MANDATO

 

Gilberto Madaíl votou esta sexta-feira a afirmar que não cumprirá até ao final o mandato à frente da FPF, assegurando que não fugirá à suas responsabilidades e sairá de “forma responsável”.

 

 'Não vou abdicar das responsabilidades que tenho. O novo regime jurídico  implica eleições e tudo o que tem um princípio vai ter um fim. E eu quero  ter um bom fim na Federação. Seria fácil para mim ir agora de férias e  deixar quem lá estava para resolver os problemas, mas não será isso que  vou fazer', frisou o dirigente.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)