Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Madrid em Camp Nou e a estrela de Koeman

O Barcelona recebe hoje o Real Madrid de olhos postos no compromisso da próxima quarta-feira. É um treino ‘durinho’, mas nada que tire o sono ao senhor Franklin Rijkaard. Toda a gente sabe que o Barcelona é muito superior ao Real e os adeptos ‘blaugrana’, segundo a Imprensa catalã, até estão dispostos a fechar os olhos se a equipa não forçar muito a nota.
1 de Abril de 2006 às 00:00
O campeonato está praticamente garantido e o clássico de hoje até pode servir para alguns jogadores do ‘Barça’ afinarem a pontaria depois do desastroso exercício levado à prática no Estádio da Luz.
Os de Madrid é que têm de mostrar que estão vivos e que a diferença entre os dois não é aquele abismo que Ronaldinho Gaúcho cavou em Madrid (3-0) com uma exibição estratosférica e dois golos ‘à Maradona’. Voltando atrás, a única coisa que preocupa o senhor Franklin Rijkaard é não sofrer baixas para o jogo decisivo com o Benfica porque com a equipa ele não tem de se preocupar. O ‘Barça’ joga lindamente e tem categoria para ganhar a qualquer adversário em qualquer lugar – desde que o jogo não seja em Lisboa, claro.
Sempre ouvi dizer aos mais velhos que o primeiro título europeu do Benfica (3-2 ao Barcelona na final de Berna, 1961) foi conseguido com uma dose de sorte descomunal.
“Bambúrrio como aquele só de 50 em 50 anos”, costumava dizer um tio meu sportinguista, sublinhando com alguma ironia o festival de golos perdidos por Kocsis, Czibor e C.ª e a insólita remessa de bolas nos postes (quadrados, quadrados) da baliza ‘encarnada’.
Enganou-se o meu tio em 25 anos, porque é de bom tom reconhecer que o Benfica, na última terça-feira, beneficiou de bambúrrio porventura idêntico ao de Berna para garantir o ‘zero’ na baliza do senhor Moretto – independentemente do resto, das defesas miraculosas do brasileiro, do penálti claro perdoado ao ‘Barça’ e das ocasiões desperdiçadas por Miccoli e Simão. É claro como a água que a história fixará o 0-0 final e não a superioridade majestática do ‘Barça’ e as dez oportunidades de golo malbaratadas na Luz – oito delas pelos catalães.
É precisamente por isso, pela prevalência dos factos, que o senhor Ronald Koeman, abençoado pela constelação de ‘estrelinhas’ que o acompanha nas lides europeias, mantém intacta a esperança de repetir Anfield Road em Camp Nou perante 96 mil ‘culés’ embasbacados. Admitamos: pelo que se viu na Luz, não será o cenário mais plausível, mas a lei das probabilidades existe para ser enganada. O Benfica já enganou o ‘Barça’ duas vezes.
Barcelona-R. Madrid - Hoje - 21h00 - Directo Sport TV
O MILAN DO COSTUME
O Lyon metia medo mas a entrada categórica do Milan, com Shevchenko inspirado, serviu para amansar a fera francesa e neutralizar-lhe a vontade de fazer estragos. Quando o Lyon acordou era tarde: já o Milan controlava todas as facetas do jogo, impondo o ritmo e o ‘tempo’ – acelerações e pausas.
Nenhuma equipa italiana – nem a Juventus – é tão imperturbavelmente pragmática como o Milan. Joga como um computador e sabe o que tem a fazer. Sem rasgo, sem génio, sem golpe de asa. Cumpre o seu guião e impede o adversário de cumprir o dele.
Para o espectador neutro, o Milan é um tédio duplamente irritante porque ‘aquilo’ dá resultado muitas vezes. Enfim, o Lyon, já com Juninho (mas sem Tiago), talvez acabe por cair em S. Siro... Mas ao menos que caia sem renunciar ao seu futebol corajoso, de risco. É a única maneira de esta eliminatória não ter o destino dos livros chatos e dos filmes ‘seca’: esquecem-se. Não fica nada.
MOURINHO SUCEDE A MOURINHO
Faltam sete jornadas e quatro vitórias para o Chelsea (78 pontos) renovar o título inglês e Mourinho sabe que não pode haver distracções com o Manchester a nove pontos. Hoje, em Birmingham (onde o Liverpool ganhou recentemente por 7-0), o Chelsea pode atingir a sua 2.ª melhor pontuação de sempre: 81 pontos, ultrapassando os 79 conseguidos por Ranieri em 2004. O recorde dos ‘blues’ foi estabelecido por Mourinho na época passada (95) e ainda pode ser igualado ou superado... por Mourinho, claro.
Birmingham-Chelsea - Hoje - 12h45 - Directo Sport TV
FIGO A 'JOGAR' POR FORA
Falhou os dois últimos jogos do Inter por lesão, mas marcou dois golos de primeira página na ‘Marca’ espanhola: que o Real deixado por Florentino é “um circo” e que o Real deve comprar Cristiano Ronaldo. Terça-feira, Mancini bem precisa dele para sobreviver à ofensiva do Villarreal. Para o ‘sete’ [se recuperar a tempo], é o primeiro jogo em Espanha após a saída do Real. E logo com uma meia-final dos Campeões à vista...
Inter-Messina - Hoje - 23h50 - Resumo Sport TV
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)