Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Manchester bate Everton no arranque

O Manchester United começou bem a Liga inglesa, vencendo no terreno do Everton por 2-0, com golos de Van Nistelrooy e Wayne Rooney. Cristiano Ronaldo nem sequer foi convocado por causa de uma lesão na perna esquerda.
14 de Agosto de 2005 às 00:00
Van Nistelrooy fez o primeiro golo da liga inglesa 2005/06
Van Nistelrooy fez o primeiro golo da liga inglesa 2005/06 FOTO: Matthew Ashton/Epa
O Manchester começou bem o jogo, dominando as operações, e Nistelrooy quase marcou, de livre directo, logo aos dois minutos. O Everton, quarto classificado na época passada, reagiu bem, com uma cabeçada de Tim Cahill a obrigar Van der Saar, contratado esta época, a grande defesa.
A superioridade dos visitantes deu frutos ao minuto 43, com Nistelrooy a finalizar após cruzamento de O’Shea. E com apenas 27 segundos jogados na segunda parte, Wayne Rooney ‘matou’ o jogo. O avançado de 19 anos aproveitou uma oferta de Yobo para se estrear a marcar em Goodison Park, frente à sua antiga equipa, calando assim os adeptos do Everton, que o assobiavam sempre que tocava na bola.
O Fulham, com Luís Boa Morte como capitão, empatou 0-0 em casa com o Birmingham, enquanto o Tottenham de Pedro Mendes (entrou aos 74’) venceu 2-0 no campo do Portsmouth. Destaque ainda para o triunfo caseiro do West Ham (3-1) ante o Blackburn, no regresso ao escalão principal dois anos depois. E um dos golos dos ‘hammers’ foi apontado pelo veterano de 39 anos Teddy Sheringham.
Outros resultados: Aston Villa-Bolton, 2-2; Manchester City-West Bromwich, 0-0; Sunderland-Charlton, 1-3 e Middlesbrough-Liverpool, 0-0.
CAMPEÃO CHELSEA JOGA HOJE
O Chelsea inicia hoje a defesa do título, no terreno do recém-promovido Wigan, enquanto o Arsenal recebe o Newcastle.
José Mourinho já afirmou que este jogo pode servir para aferir se a equipa mantém a mesma ‘fome de vitórias’. “Se jogarmos com uma atitude diferente e não conseguirmos os três pontos então será um sinal de que as coisas mudaram, porque a época passada vencemos sempre em casa das equipas que lutam pela manutenção”, disse, mostrando porém confiança nos seus jogadores: “Eles mostraram desejo de vencer nos particulares e na Supertaça, com o Arsenal. Todos querem jogar e todos querem vencer”.
Mourinho garantiu ainda que estudou muito bem o Wigan. “Sei tudo sobre o Wigan. Vi vídeos, tenho relatórios, conheço os jogadores um a um, sei a forma como jogam”, disse.
Entretanto, o presidente do Lyon Jean-Michel Aulas, voltou atrás e garantiu ontem que afinal Essien pode ainda ir para o Chelsea. “A decisão só será tomada no domingo à noite, após o jogo com o Marselha”, afirmou ao L’ Équipe.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)