Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Manuel Machado garante Nacional a "defender a honra" na visita ao Arouca

Técnico reconhece mérito à carreira da equipa orientada por Lito Vidigal.
Lusa 30 de Abril de 2016 às 20:01
Manuel Machado
Manuel Machado FOTO: Simão Freitas

O treinador do Nacional, Manuel Machado, disse hoje que a sua equipa tudo fará para dignificar a I Liga portuguesa de futebol, nos três últimos jogos do campeonato, começando na visita ao Arouca, na 32.ª jornada.

 

"Resta-nos defender a nossa dignidade profissional, o brio dos meus jogadores e honrar o campeonato. Falta-nos disputar mais três jogos e há muito ainda por definir, não só relativamente ao Nacional, mas também aos nossos adversários. Da nossa parte, tudo queremos fazer para conquistar o maior número de pontos que nos for possível, de modo a que não nos possam acusar de nada, relativamente ao desfecho dessas três partidas que ainda temos para disputar", vincou Manuel Machado.

 

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo, o técnico dos insulares reconhece mérito à carreira da equipa orientada por Lito Vidigal.

 

"Apesar de ser um emblema com pouco passado nas ligas profissionais, tem feito um trabalho meritório, embora exista uma relação de acordo com a qualidade dos jogadores que tem e aquilo que custam, mas foi uma aposta conseguida, temos de o reconhecer. Vai na sua terceira participação na I Liga e houve uma clara aposta em jogar para os lugares que dão acesso às provas europeias", observou o técnico nacionalista.

 

Por ainda nada estar definido relativamente à conquista dos dois lugares europeus que restam por preencher, Machado prevê "um Arouca ainda a jogar sob pressão do Rio Ave, Paços de Ferreira e porventura do Estoril-Praia, para os dois lugares europeus que sobejam e esse é um grande fator de motivação para os seus jogadores neste jogo, a fim de garantirem o mais rapidamente possível essa posição".

 

Quanto à sua equipa e às derrotas nos últimos jogos, o treinador da formação da Choupana, explicou que, no Dragão, frente ao FC Porto (4-0) foi normal perder, mas com o Moreirense (1-0), em casa já não.

 

"Na única vez que foram a nossa baliza, fizeram um golo. Nós também fomos ineficazes, porque o Moreirense, depois de marcar o golo, baixou as linhas e nós também não temos as ferramentas que são necessárias para dar a volta às situações de desvantagem", reconheceu.

 

O Nacional, nono classificado, com 37 pontos, visita, na tarde (16:00) de domingo o Arouca, quinto colocado com 49, em jogo da 32.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol que será arbitrado por Cosme Machado (AF Braga).

manuel machado nacional arouca futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)