Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Maradona encanta no La Bombonera

Diego Armando Maradona voltou quinta-feira a fazer aquilo que mais gosta: jogar futebol.
12 de Novembro de 2005 às 00:00
Como não podia deixar de ser, o antigo astro argentino vestiu a camisola 10 do Boca Juniors, outro dos seus eternos amores, e entrou no relvado do ‘La Bombonera’ para disputar uma partida de veteranos. E, agora que regressou à boa forma física, Maradona mostrou que o seu talento continua intacto. ‘El Pibe’ marcou um golo e ainda fez a assistência para mais dois. Enfim, o normal...
O jogo teve lugar antes do confronto entre o Boca e o Internacional de Portoalegre dos quartos-de--final da Taça Sul-Americana. Talvez inspirados pela actuação anterior de Maradona, o certo é que os argentinos cilindraram os brasileiros (4-1) para seguirem em frente na competição.
Amanhã, Maradona volta a calçar as chuteiras, desta vez para participar, na Alemanha, na festa de despedida do defesa-central brasileiro Júlio César.
Entretanto, o seleccionador da Argentina, Jose Pekerman, comentou ontem a recusa de Maradona em aceitar o cargo de técnico-adjunto na equipa das ‘pampas’.
“Lamento profundamente a decisão de Diego. Ele é o ídolo máximo da selecção. Não há nada nem ninguém mais importante que ele, por isso lamento muito o facto de não se ter concretizado a sua chegada à equipa técnica”, afirmou Pekerman.
Hoje a Argentina vai disputar um jogo particular com a Inglaterra. Pekerman salientou a importância deste desafio. “É crucial. É a partida mais importante que vamos disputar até ao início do Mundial’2006”, concluiu o seleccionador.
Ver comentários