Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Marcar golos e ajudar o Sporting a ser campeão

Só falta assinar o contrato para Mota ser oficialmente apresentado como reforço do Sporting até final da temporada, ainda que a SAD tenha estipulado uma opção de compra de 50% do passe – em dois milhões de euros –, o que viabiliza a continuidade do ‘artilheiro’. Hoje mesmo, pela noite, o jogador deixa o Brasil, chegando amanhã, pela manhã, a Lisboa para efectivar a ligação ao clube ‘leonino’.
13 de Janeiro de 2005 às 00:00
E ambição não falta ao goleador que o Sporting elegeu para o ataque ao título. “Estou muito feliz e pronto para aproveitar esta oportunidade. Desde já prometo todo o meu empenho para marcar muitos golos e ajudar o Sporting a ser campeão”, disse o atacante, em declarações ao CM.
Mas, apesar da “enorme vontade de estar à disposição do técnico”, Mota sabe que precisa agora de realizar trabalho suplementar para chegar à condição física ideal. “A prioridade é trabalhar para voltar o mais rapidamente possível ao meu nível. Sei que o Sporting tem grandes profissionais e certamente o preparador físico vai ajudar-me. Talvez dentro de uma semana possa estar pronto para jogar. Mas não vai ser fácil entrar na equipa. Eles têm estado bem”, adiantou o avançado, apostado em fixar-se em Lisboa: “Sei que a cidade é lindíssima. Igualmente importante é o facto do Sporting ter quatro brasileiros no plantel, porque podem ajudar à integração. Mas quero fazer amizade com todo o grupo”. E aí está, em discurso directo, a primeira prenda da SAD para José Peseiro tentar manter a liderança na SuperLiga. Mas, apurou o CM, outras contratações estão na calha. É que as prováveis saídas de Mário Sérgio e Rodrigo Tello abrem vagas no plantel de Peseiro. Um médio – à imagem de um 6 clássico, mas com amplitude ofensiva – perfila-se agora como a prioridade.
Quanto a Mota deverá ser apresentado amanhã, depois de realizar os habituais exames médicos. Acompanhado pelos seus representantes – Emerson Damasceno e Fábio Vieira – e, naturalmente, por um responsável ‘leonino’, o reforço segue para a Academia mal aterre em Lisboa.
MÁRIO SÉRGIO PERTO DO DÍNAMO
O lateral-direito Mário Sérgio, pouco utilizado por Peseiro, está muito perto de acordar o seu ingresso no Dínamo de Moscovo, clube russo que garantiu, nos últimos dias, vários atletas provenientes da SuperLiga, seduzidos pelas condições financeiras oferecidas.
A confirmar-se a transferência – e o Sporting parece disponível para ceder o internacional sub-21, tanto por empréstimo como a título definitivo – Mário Sérgio poderá relançar a sua carreira junto de, entre outros, Danny, um ex-‘leão’ recentemente transferido para o clube moscovita. Hoje mesmo, apurou o CM, o negócio poderá ficar fechado, viajando de imediato Mário Sérgio para o estágio do Dínamo, em terras turcas.
Mas nem só o defesa-direito se prepara para mudar de ares. Também o chileno Rodrigo Tello, apesar do processo que visa a sua colocação estar bem mais atrasado, está apostado em dar continuidade à sua carreira noutras paragens. O Celta de Vigo é uma possibilidade, ao contrário da Universidad do Chile, que exigia a comparticipação do Sporting nos salários do médio. Também os russos do Rubin, por outros motivos, estão descartados. Os próximos dias talvez tragam novidades.
DOUALA NÃO ENTRA NO 'BAILINHO'
Douala é baixa confirmada para a difícil deslocação à Madeira, onde o Sporting vai medir forças com o Nacional. Já a utilização de Rochemback, apesar das limitações que o impedem de treinar normalmente desde o ‘derby’ de Lisboa, ainda não está totalmente descartada, mas parece complicado que o brasileiro esteja apto a tempo de defrontar os insulares. E assim, José Peseiro, para o jogo que marca o seu regresso à Madeira, vê-se obrigado a proceder a alterações num onze que quer manter a liderança na SuperLiga.
Douala mantém dores, como consequência da lesão no adutor esquerdo que há já algum tempo o vem condicionando. De tal forma que o departamento médico já terá aconselhado a equipa técnica a privar o extremo camaronês de competição até que a lesão esteja debelada. Ontem, Douala voltou, nos quinze minutos de treino abertos à Comunicação Social, a trabalhar à parte do restante grupo, cumprindo um programa específico. Rochemback, esse, nem vê-lo. A confirmarem-se as duas ausências, tudo aponta para que Peseiro, na Choupana, entregue a titularidade a Sá Pinto - jogará no apoio a Liedson -, faça subir Rogério para o ‘miolo’ – por ‘Roca’ – e promova a reentrada de Enakarhire no onze, mas para ocupar o lado direito da defesa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)