Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Marcel negociado ontem

O avançado brasileiro Marcel, em rota de colisão com a Académica por pretender deixar Coimbra, terá acertado ontem, após uma reunião rodeada de secretismo, em Lisboa, os termos da sua ligação ao Benfica. Neste momento, segundo apurou o CM, apenas a existência de pequenos detalhes, em teoria facilmente ultrapassáveis, poderá atrasar a oficialização da transferência. Mas, a menos que um inesperado volte-face ocorra, e tal não é previsível, está encontrado o tal homem-golo que Ronald Koeman há muito reivindicava.
13 de Janeiro de 2006 às 00:00
Marcel, de 24 anos, prepara-se para dar o salto para a Luz
Marcel, de 24 anos, prepara-se para dar o salto para a Luz FOTO: Manuel Azevedo, Record
Aliás, Marcel, que havia passado os últimos dias fechado em casa, recusando-se a receber visitas da ‘Briosa’, terá decidido viajar para Lisboa, certamente apostado em seguir de perto o desenrolar do processo negocial que o envolvia. Também na capital portuguesa desde as primeiras horas da manhã estava José Eduardo Simões, presidente da Académica, e ainda o empresário Emídio Mendes, figura preponderante na operação – foi ele quem pagou 1,8 milhões por 75% do passe de Marcel, colocando-o na Académica.
Do lado do Benfica, e porque Luís Filipe Vieira apenas ontem regressou a Lisboa – Domingos Soares Oliveira, o financeiro, foi ultimar a venda de Simão – terá sido José Veiga, o director-geral, a assumir a liderança das negociações. E, apesar de todo o secretismo que envolveu o processo, admite-se que não terá sido difícil aos ‘encarnados’ alcançarem uma plataforma de entendimento capaz de viabilizar a transferência. Tudo porque, além das excelentes relações entre os presidentes de ambos os clubes, também José Veiga e Emídio Mendes são amigos de longa data, facto que prenuncia um desfecho positivo.
Para já, contudo, os números envolvidos, ou a envolver, na operação, as formas de pagamento ou até os termos do negócio estão ainda no segredo dos deuses, mas é certo que o Samsung Bluewings, clube coreano onde alinhou Marcel antes de rumar a Coimbra, terá direito a 25% das mais-valias resultantes da transferência. Refira-se ainda que nos últimos dias José Eduardo Simões, irritado com o comportamento do avançado – Marcel, como forma de pressão para deixar o clube, recusou-se a treinar com o plantel – havia recusado uma proposta de 2,5 milhões de euros proveniente da Grécia, alegando que a mesma não cobria o valor estipulado na cláusula de rescisão – 3, 5 milhões. O presidente da Académica, admite-se agora, estaria já à espera do Benfica. Só falta oficializar Marcel de ‘águia ao peito’.
TININHO EQUACIONADO
O Benfica, apurou o CM, está a equacionar a contratação do lateral-esquerdo Tininho, visto que Dos Santos está de malas feitas para o Alavés, da primeira liga espanhola. O jogador do Beira-Mar, da II Liga, há muito que está a ser observado pelos ‘encarnados’ e agora poderá rumar à Luz, até porque, com a saída de Dos Santos, o Benfica só tem um lateral-esquerdo de raiz: o brasileiro Léo.
Dadas as excelentes relações dos dois clubes – veja-se a contratação de Beto –, as negociações não deverão ser complicadas, pelo que, aos 25 anos, Tininho poderá rumar a um dos ‘grandes’ do futebol português.
VENDA DE SIMÃO AVANÇA
Ainda não foi ontem que a saída de Simão ficou definida. Contudo, soube o nosso jornal, foram dados passos importantes para a transferência. Como o CM contou na edição de quarta-feira, tudo aponta para que Simão seja vendido a um fundo, que depois o cederá a outro clube, provavelmente de Inglaterra.
Ontem, Vieira regressou a Portugal, mas Domingos Soares de Oliveira, administrador da SAD, tomou o seu lugar nas negociações com Jorge Mendes e Pini Zahavi, empresários.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)