Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Mário Figueiredo lamenta "discriminação negativa"

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, Mário Figueiredo, lamentou esta terça-feira a discriminação negativa do futebol português, nomeadamente no que se refere ao IVA nos ingressos e à falta de regulamentação das apostas on-line.
27 de Novembro de 2012 às 14:08
Mário Figueiredo, presidente da Liga de Clubes
Mário Figueiredo, presidente da Liga de Clubes FOTO: Fernando Ferreira

"Não precisamos de ser discriminados negativamente", afirmou Mário Figueiredo, à margem do II Forum "Responsabilidade Social do Futebol Profissional", que decorre em Lisboa sob a égide da LPFP, e Associação Europeia de Ligas Profissionais de Futebol (EPFL).

Mário Figueiredo lamentou que "o IVA nos ingressos seja de 23 por cento, quando, por exemplo nos espectáculos musicais continua mais baixo [13 por cento]". O presidente da LPFP considerou também essencial "regulamentar as apostas online, que não estão a ser tributadas".

Na segunda-feira, o presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) também considerou inadmissível que o IVA a 23 por cento no futebol, medida imposta pelo Orçamento de Estado de 2012.

LIGA DE FUTEBOL ORÇAMENTO APOSTAS IVA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)