Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

MARÍTIMO PERDE NAS GRANDES PENALIDADES

A sorte não acompanhou o Marítimo que ontem foi afastado da Taça UEFA ao perder nas grandes penalidades com o Glasgow Rangers. Os madeirenses, que venceram o jogo da primeira ‘mão’ por 1-0, aguentaram-se sem sofrer golos durante 70 minutos. O empate servia para seguir em frente, mas um golo apontado por Prso, conduziu o jogo a prolongamento e depois às grandes penalidades.
30 de Setembro de 2004 às 22:40
O treinador do Marítimo, Mariano Barreto, conheceu assim pela primeira vez o sabor da derrota, quebrando assim a série de quatro vitórias consecutivas (três para a SuperLiga e uma para a Taça UEFA).
Depois de um jogo de muita luta, o guarda-redes Marcos foi um dos melhores em campo, ao evitar o golo escocês por várias vezes. Durante 70 minutos, os madeirenses aguentaram-se e tiveram mesmo algumas situações de perigo junto da baliza do Glasgow Rangers. Mas perante o infernal ambiente do Ibrox Park, os jogadores da equipa insular não conseguiram ser muito ousados. Em contra-ataque criaram perigo, mas mostraram-se pouco eficazes. Quebraram fisicamente no segundo tempo e a pressão dos escoceses acentuou-se. Prso marcou aos 70 minutos e levou o jogo para prolongamento.
Nesse período não houve golos e a partida acabou por ser resolvida na conversão de pontapés da marca de grande penalidade. Chaínho e Ferreira falharam os respectivos pontapés e o Glasgow Rangers foi mais forte, com Vignal a marcar o ‘penalty’ que permitiu a passagem dos escoceses à fase de grupos da Taça UEFA.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)