Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Massa fez a pole

O brasileiro Felipe Massa, em Ferrari, levou ao rubro a ‘torcida’ presente no circuito de Interlagos (São Paulo) ao conquistar a ‘pole position’ para o Grande Prémio do Brasil em Fórmula 1, última prova da temporada que por certo vai permitir ao espanhol Fernando Alonso (Renault) revalidar o título de campeão do Mundo.
22 de Outubro de 2006 às 00:00
E enquanto Felipe Massa rejubilava de alegria e de emoção por mais esta ‘pole’, a terceira da sua carreira, já o seu companheiro de equipa, o alemão Michael Schumacher, não tinha razões para estar satisfeito, porque a mecânica do seu Ferrari voltou a traí-lo num momento decisivo, mesmo que as suas possibilidades de chegar ao oitavo título de campeão do Mundo fossem bastante remotas.
Um problema com a bomba de gasolina impediu-o de realizar a terceira sessão de qualificação, saindo assim da quinta linha da grelha.
Com o alemão bem atrás de si, e logo ele que precisava de vencer esta prova para ainda poder continuar a sonhar com a possibilidade ser campeão, Fernando Alonso ficou mais perto de conseguir o seu segundo título consecutivo, pois, embora tenha sido apenas quarto na qualificação, o facto de estar à frente do seu principal adversário permite-lhe encarar a corrida de hoje com mais tranquilidade, até porque para ser campeão não precisa de pontuar desde que Michael Schumacher não ganhe o Grande Prémio.
“Logicamente que o problema de Schumacher é bom para nós. Irei fazer uma corrida discreta, para não enfrentar problemas. Deixou-me um pouco mais relaxado”, reconheceu o piloto espanhol.
Tiago Monteiro teve uma qualificação para esquecer, não terminando sequer a primeira sessão devido a um pião que o pôs fora. Como deixou o motor do seu Spyker ir abaixo, não pôde regressar à pista e isso atirou-o para o último lugar da grelha de partida.
O Grande Prémio do Brasil disputa-se hoje, com transmissão em directo da RTP 1 a partir das 18h00 de Lisboa.
TOYOTA VÍTIMA DE ASSALTO
Quatro elementos da equipa Toyota não ganharam para o susto na noite de sexta-feira, depois de terem deixado o circuito de Interlagos, ao serem vítimas de uma tentativa de assalto quando estavam parados num semáforo. Mas ninguém ficou ferido, apesar dos tiros disparados e de um dos assaltantes ter tentado partir o vidro traseiro do carro.
“Estava ao volante e eles apontaram uma arma à minha cabeça. O que nos salvou foi o carro de trás. Disse aos meus amigos da Toyota para ficarem quietos, baixámo-nos e conseguimos sair ilesos. Houve tiros mas não aconteceu nada”, revelou Fernanda de Mello Villas-Boas, assessora de Imprensa da equipa japonesa.
No carro seguiam um inglês e duas alemãs.
NOTAS SOLTAS
FERRARI
Michael Schumacher, que abandonará a Fórmula 1 depois do Grande Prémio do Brasil, vai receber como presente o Ferrari que utilizar nesta prova.
HOTEL FETICHE
O Hilton de Morumbi, em São Paulo, é o hotel fetiche de Fernando Alonso, pois foi ali que o espanhol comemorou o seu primeiro título, no ano passado.
NADA DE FOTOS
Fernando Alonso saiu pelas traseiras do hotel para evitar os fotógrafos, que descobriram o golpe mas foram depois impedidos por seguranças contratados.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)