Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Miccoli em estado de graça

O Benfica mais dinâmico da época subiu ao relvado em Leiria. Receita: os flancos entregues aos dois laterais (Léo muito melhor do que Nélson), e com a segurança das subidas garantida pelos dois médios defensivos, Petit e Katsouranis. Nuno Assis também a fechar bem o flanco de Léo e a movimentar-se no centro-esquerdo. Simão com liberdade para escolher os seus terrenos, mas muitas vezes a pisar os caminhos de um número 10 dinâmico. Nuno Gomes descaído sobre a esquerda mas sempre a aparecer bem na área e Miccoli, em noite de inspiração, colocado entre os centrais com movimentos rápidos para qualquer dos flancos.
15 de Outubro de 2006 às 00:00
O capitão Simão Sabrosa marcou de grande penalidade na goleada do Benfica em Leiria
O capitão Simão Sabrosa marcou de grande penalidade na goleada do Benfica em Leiria FOTO: Paulo Novais, Lusa
A U. Leiria pareceu surpreendidacom tanto movimento contrário e foi cilindrada pelo bom futebol que chegou da Luz. Já Fernando tinha brilhado com um punhado de defesas a adiar o golo previsível quando, aos 31’, a pressão de Miccoli obriga o guarda-redes a aliviar a bola pela lateral. A reposição leva Miccoli, Katsouranis e Simão a entenderem-se na perfeição, com a assistência para Miccoli a caber ao grego e o italiano a fazer um genial chapéu ao alto guarda-redes leiriense. Léo continuava endiabrado pelo flanco esquerdo e, aos 44’, mais uma excelente jogada de envolvimento acaba num bom centro rasteiro do defesa-esquerdo, que Nuno Gomes amortece para um remate seco de Miccoli fazer o 2-0.
Após o intervalo, o Benfica baixou a pressão, mas o bom futebol manteve-se e deu origem a dois golos. O primeiro, aos 62’, na única subida relevante de Nélson, com centro para Nuno Gomes fazer o 3-0 (o centésimo na Liga, com a camisola do Benfica). Três minutos depois, uma assistência de Léo a Miccoli acaba em penálti por mão de Tixier ao remate do italiano. Simão fez assim o 4-0. O Benfica brilhou num sistema próximo do célebre losango do princípio de época mas a que Simão deu a dinâmica que nunca tinha mostrado.
VIEIRA PROMETE MODERNIZAÇÃO
O presidente do Benfica e único candidato para o triénio 2006/2009, Luís Filipe Vieira, anunciou em Vila Nova de Gaia que fará um maior esforço para a “modernização e a profissionalização” do clube da Luz.
Na primeira acção de campanha, um dia após ter estado no bairro onde viveu (Furnas), em Lisboa, Vieira, apoiado por quase duas centenas de adeptos, afirmou que o Benfica é a “maior organização desportiva” portuguesa e salientou ainda “a importância dos últimos três anos para o desenvolvimento do clube, a nível de modernização e de profissionalização”. “A nossa ambição é legítima, pois resolvemos os problemas do passado e atingida a meta de maior clube do mundo no número de associados – 160 mil – vamos agora partir para outros patamares”, revelou Luís Filipe Vieira. O líder do Benfica estará sexta-feira em Fátima e sábado em Faro.
POSITIVO: OS QUATRO ENDIABRADOS
Miccoli, Nuno Gomes, Simão e Léo foram os grandes destaques de dinâmica numa equipa em que só Nélson destoou pela negativa. Léo está de novo dono de todo o flanco. Nuno Gomes recuperou a capacidade de arranque. Simão mostrou a classe que faz dele um jogador de todo o ataque. E Miccoli revelou-se em estado de graça.
NEGATIVO: LEIRIA TENRO DE MAIS
A equipa de Domingos apareceu demasiado aberta e sem argumentos para conter a dinâmica do Benfica. Pareceu surpresa o sistema que o Benfica apresentou e a equipa nunca arranjou argumentos para o contrariar. O jovem técnico tem de conseguir que a sua equipa concilie o bom futebol e o espectáculo com a eficácia.
FICHA DO JOGO
Local: Estádio Municipal de Leiria (11.433 espectadores)
Árbitro: Paulo Baptista (Portalegre)
UNIÃO DE LEIRIA: Fernando, Laranjeiro, Marcos António, Valdomiro, Tixier, Hugo Faria (Alhandra, 78m), Paulo Gomes, Harison (Ivanildo, 63m), Cadu (Paulo Machado, 46m), Sougou e Paulo César. Treinador: Domingos Paciência.
BENFICA: Quim, Nélson, Luisão, Ricardo Rocha, Léo, Petit, Katsouranis (Beto, 72m), Nuno Assis, Miccoli, Nuno Gomes (Kikin Fonseca, 72m) e Simão (Miguelito, 81m). Treinador: Fernando Santos.
Marcador: 0-1, Miccoli (30m); 0-2, Miccoli (44m); 0-3, Nuno Gomes (62m); 0-4, Simão (66m, gp)
Acção disciplinar: cartões amarelos - Miccoli (21m), Paulo César (23m), Nuno Assis (45m), Tixier (65m), Hugo Faria (65m) e Luisão (83m)
Melhor jogador: Miccoli.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)