Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Minhotos lutam até ao último dia

Dois golos de Matheus deram ao Sp. Braga a terceira vitória na Liga dos Campeões, sobre o poderoso Arsenal. Traumatizado pela goleada (6-0) de Londres, e com o moral minado pelos maus resultados recentes, o Sp. Braga abordou o jogo de forma prudente, para evitar um descalabro madrugador como no Emirates. Assim, mesmo muito limitado pelas lesões, o Arsenal pôde estender a passadeira para o habitual carrossel de passes, com Rosicky e Fàbregas aos comandos.
24 de Novembro de 2010 às 00:30
O avançado Matheus foi o herói do Sp. Braga frente ao Arsenal: marcou os dois golos da vitória
O avançado Matheus foi o herói do Sp. Braga frente ao Arsenal: marcou os dois golos da vitória FOTO: Rafael Marchante/Reuters

Em relação ao primeiro jogo, a proximidade de Vandinho à dupla de centrais dava mais consistência à estrutura defensiva minhota. A falta de rotina de alguns jogadores dos gunners limitava-lhes a agressividade. E, até porque um ponto lhes chegava, a velocidade supersónica de Walcott poucas vezes era acompanhada pelos companheiros.

A tepidez da 1ª parte só foi quebrada por um livre frontal de Fàbregas e por uma boa saída de Felipe aos pés de Walcott, enquanto o Braga respondeu numa cabeçada de Moisés por cima e numa bomba de Lima ao lado.

Mas se a organização defensiva chegava para as escassas encomendas, a lentidão de Aguiar e Salino na saída para o contra-ataque obrigava Domingos a mudar algo no plano de jogo para a segunda parte, até porque o Shakhtar ganhava vantagem em Belgrado. Mas, à excepção de um remate perigoso de Luís Aguiar, aos 60’, os argumentos e chama para ir além do empate ficaram guardados para os minutos finais, em que Matheus concluiu bem dois contra-ataques. A vitória do Shakhtar obriga o Sp. Braga a ganhar por quatro golos na Ucrânia para depender de si ou fazer melhor do que o Arsenal no último jogo frente ao Partizan.

"LIMPÁMOS A IMAGEM"

"É uma enorme satisfação porque limpámos a imagem do primeiro jogo [derrota em Londres por 6--0]. O apuramento está difícil, mas tudo pode acontecer", disse o técnico do Sp. Braga, Domingos Paciência, que ontem não contou com Sílvio (suplente não utilizado ).

O defesa, de 23 anos, está de malas feitas para reforçar o CSKA de Moscovo em Janeiro.

O clube do exército russo já chegou a um acordo de princípio com os arsenalistas para a transferência do jogador, que deverá proporcionar à SAD minhota um encaixe entre quatro e cinco milhões de euros.

FICHA DO JOGO

Liga dos Campeões-5.ª Jornada-23/11/2010

Estádio Municipal Braga - Assistência: 18000

Golos: 1-0 Matheus (83’) 2-0 Matheus (90 3’)

SP. BRAGA

Felipe, Miguel Garcia, Moisés, Rodríguez, Elderson, Vandinho (Hugo Viana 90’), Leandro Salino, Luís Aguiar (A. Madrid 80’), Alan, Lima (Elton 81’), Matheus.

Suplentes não utilizados: Artur, Mossoró, Sílvio, Anibal

Treinador: Domingos Paciência

ARSENAL

Fabianski, Emmanuel Eboué, Squillaci, Johan Djourou, Kieran Gibbs, Theo Walcott (Vela 77’), Denilson, Wilshere, Cesc Fàbregas (Nasri 69’), Thomas Rosicky, Nicolas Bendtner (Chamakh 74’).

Suplentes não utilizados: Szczesny, Sagna, Koscielny, Song

Treinador: Arsène Wenger

Árbitro: Viktor Kassai (Hungria)

Disciplina: amarelos: Eboué (38’), Luís Aguiar (54’), Denilson (70’), Djourou (74’), Vela (77’), Miguel Garcia (78’), Rosicky (84’)

Classificação do jogo: 6

ARSENAL SP. BRAGA CHAMPIONS LIGA DOS CAMPEÕES MINHOTOS
Ver comentários