Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Moreirense pagou para ganhar jogos

Ministério Público de Coimbra acusa dirigentes e jogadores de corrupção ativa e passiva
24 de Maio de 2013 às 01:00

Repugnante, falta de pudor e ganância. São estes alguns dos adjetivos usados na acusação pública agora deduzida, e que o CM consultou, que dá conta de que o Moreirense, na época passada, montou um esquema para conseguir garantir a subida à Liga. O objetivo era angariar mais receitas, o que estava na mira dos dirigentes foi sempre chegar ao escalão maior do futebol nacional e conseguir os dois milhões pagos pela Olivedesportos pela transmissão dos direitos televisivos.

Pedro Magalhães e Manuel Orlando – o primeiro é filho do presidente do Moreirense, o segundo ‘vice’ do clube – foram acusados de corrupção ativa, enquanto dois jogadores – Sérgio Grilo e José Willams – foram acusados de corrupção passiva e ativa. Nuno Mendes, ex-jogador e com aspirações a dirigente no Moreirense, também foi acusado dos crimes de corrupção e branqueamento.

Segundo a acusação do Ministério Público, foram muitos os contactos estabelecidos pelos dirigentes do clube de Moreira de Cónegos. No entanto, a maioria das propostas aos jogadores foi recusada e em apenas um caso – José Willams, que jogava no Santa Clara – as autoridades conseguiram reunir prova. As escutas telefónicas não deixam dúvidas de que foram pagos cinco mil euros ao jogador, que agora está no Feirense, para fazer uma falta dura aos adversários. O vermelho direto foi a sanção que deixou o clube açoriano a jogar só com dez e que ajudou a permitir a vitória dos de Moreira de Cónegos, que lutavam pela subida de divisão.

No final do jogo, José Willams conversou com os dirigentes do Minho, que lhe agradeceram a ajuda. Entregaram-lhe depois o dinheiro num envelope, em notas de 500 euros, num parque de estacionamento perto do Estádio do Dragão.

moreirense futebol tribunal acusação clube jogos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)