Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Morreu Neno, antigo guarda-redes do Vitória de Guimarães e Benfica

Ex-atleta foi vítima de morte súbita.
Correio da Manhã 11 de Junho de 2021 às 00:27
Neno
Neno FOTO: Direitos Reservados
O antigo guarda-redes português Neno morreu na noite desta quinta-feira, aos 59 anos.

Adelino Augusto Graça Barbosa Barros faleceu na sua residência, vítima de morte súbita, apurou o CM.

O ex-atleta representou o Benfica, o Vitória de Setúbal e o Vitória de Guimarães, onde mantinha funções na estrutura do clube. Defendeu também a baliza da Seleção Nacional em nove ocasiões, entre 1989 e 1996.

Nascido na Cidade da Praia, em Cabo Verde, Neno ganhou três campeonatos e três Taças de Portugal pelo Benfica, além de uma Taça de Portugal pelo Vitória de Guimarães.

O clube vimaranense escreveu em comunicado que "é com profunda tristeza e coletivo sentimento de enorme pesar que o Vitória Sport Clube informa sobre o falecimento de Neno". "O Vitória prestará no momento próprio mais informações sobre as cerimónias fúnebres", lê-se.

Vitória de Guimarães lembra carácter carismático e afável do "ícone"
O Vitória de Guimarães recordou o caractér carismático e afável do antigo guarda-redes Neno, considerando que se tornou "um ícone da cidade".

"Carismático, afável e sempre disponível, Neno não foi apenas uma figura do Vitória, mas um ícone da cidade, conhecido de todos e que para todos tinha um gesto amigo e um sorriso verdadeiro", refere o clube.

O clube lembra que o antigo internacional português representou o Vitória em três momentos da sua carreira, "integrando o grupo que conquistou a Supertaça Cândido de Oliveira em 1988".

"Foi também no Vitória que concluiu um longo e bonito percurso enquanto futebolista, mantendo-se ligado ao clube em variadas funções, que foram desde os relvados até à representação institucional", referem os vitorianos.

Para o clube, "a morte de Neno representa uma enorme perda coletiva, mas em especial para a sua família e amigos, a quem o Vitória manifesta as suas mais sentidas condolências".

"Nesta hora que é de luto, cumpre recordar e honrar o nosso Adelino Barros", concluiu o clube.


Benfica lamenta morte de um dos guarda-redes mais marcantes em Portugal
O Benfica expressou o seu "profundo pesar" pela morte do antigo internacional português Neno, "um dos guarda-redes mais marcantes do futebol português".

"Para sempre ficarão na memória de todos os benfiquistas as grandes exibições que Neno protagonizou com a camisola do Benfica. Para sempre ficará também o talento de um dos guarda-redes mais marcantes do futebol português", lê-se numa nota publicada no site oficial das 'águias'.

Os 'encarnados' lembram os três campeonatos e as duas Taças de Portugal conquistadas por Neno no clube, no qual esteve de 1985 a 1987 e de 1990 a 1995.

"A todos os seus familiares e amigos, o Sport Lisboa e Benfica endereça, neste momento de grande consternação, as mais sentidas condolências por parte de toda a família benfiquista. A memória de Neno estará sempre entre nós", refere o clube.

Fernando Gomes fala em "legado quase incomparável"
O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, lamentou esta sexta-feira a morte do ex-guarda-redes Neno, que deixa "uma legado quase incomparável".

"Personalidade tão generosa nos afetos, deixa um legado quase incomparável de cavalheirismo, simpatia, alegria e bondade", referiu Gomes, numa mensagem publicada no site oficial do organismo.

Fernando Gomes lamentou "profundamente o desaparecimento tão precoce do Neno, uma personalidade incontornável na história do futebol português, quer pela sua grande carreira no campo, quer, principalmente, pelo seu enorme valor humano".

Vitória de Guimarães e Benfica Neno desporto
Ver comentários