Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Morreu o motard francês Pascal Terry

Subiu para 30 o número de mortes no Dakar desde a criação da prova em 1979. Ontem, o corpo do motard francês Pascal Terry – desaparecido no domingo, dia 4 de Janeiro, durante a 2ª etapa disputada entre Santa Rosa de la Pampa e Puerto Madryn – foi encontrado às primeiras horas do dia "numa zona de mato denso, a cerca de 300 metros da pista e a 15 metros da sua moto".
8 de Janeiro de 2009 às 00:30
O corpo do piloto francês Pascal Terry foi encontrado a 300 metros da pista e a 15 metros da sua moto
O corpo do piloto francês Pascal Terry foi encontrado a 300 metros da pista e a 15 metros da sua moto FOTO: Reuters

'O piloto tinha retirado o capacete e estava à sombra, tendo comida e água perto de si', disse, ao CM, Etienne Lavigne, o director do rali. Na tirada para Puerto Madryn, Terry, de 49 anos, avisou a organização de que tinha ficado sem combustível na sua moto, mas que ia prosseguir após ter recebido gasolina de outro piloto. No entanto, o sistema ‘iritrack’ que, via satélite, controla a posição dos concorrentes, indicava que a moto continuava parada. A organização tentou entrar em contacto com o piloto mas o ‘iritrack’ não funcionou. Cerca das17h13, de 3ª feira,(20h 13, em Lisboa), o posto de controlo da prova, em Paris, recebeu um sinal de socorro, via satélite, que o piloto tinha emitido. Contudo, no terreno, a direcção da corrida só foi avisada no início da manhã de ontem. O ‘camião vassoura’ já tinha passado pelo local e nada vislumbrou.

Ao meio-dia foi alertada a Protecção Civil Argentina que deu início às buscas. Sem frutos. Só quando um veículo da organização regressou à pista foi descoberto o corpo, que irá ser autopsiado, para se poder apurar a causa da morte.

CAMIÃO DE ELISABETE JACINTO ARDEU

'O buggy do francês Yvan Muller estava à minha frente abrandou e ficou atascado. Não consegui travar. Bati, e o buggy começou a arder. Fiz marcha-atrás, mas o camião ficou enganchado no carro e arrastou-o. Ainda tentámos apagar o fogo com os extintores mas não foi possível e os dois veículos arderam totalmente. Ninguém ficou ferido', disse ontem Elisabete Jacinto, pouco depois de desistir do Dakar.

Nas motos, Hélder Rodrigues (KTM) andou sempre entre os primeiros. Foi quinto, e subiu ao sexto lugar da geral, num dia em que o espanhol Carlos Sainz (VW) se atrasou e o qatariano Al Attiyah (BMW), chegou ao comando nos carros.

CLASSIFICAÇÕES

5.ª ETAPA

CARROS 

1.º Poirault (Toyota) 3h 00m00

2.º De Villiers (Volkswagen) a 2h47m43

3.º Depping (Volkswagen) a 2m18

4.º Gordon (Hummer) a 1m 54

5.º Al Attiyah (BMW) a 1m 11

MOTOS

1.º J.Street (KTM) 6h 41m 06

2.º Verhoeven (KTM) a 5m 53

3.º Lopez (KTM) a 7m 34

5.º H. Rodrigues (KTM) a 10m 35

11. º P. Gonçalves (Honda) a 35m 24

CAMIÕES

1.º F. Kabirov (Kamaz) 6h43m 56s

2.º V. Chagin (Kamaz) a 12m19

3.º De Rooy (GINAF) a 12m 28

GERAL

CARROS

1.º Al Attiyah (BMW) 18h 44m 37

2.º De Villiers (Volkswagen) a 2m 24

3.º C. Sainz (Volkswagen) a 6m 33

52.º S. Peterhansel (Mitsubishi) a13m44

66.º Miller (Volkswagen) a 19m55

MOTOS

1.º M. Coma (KTM) 21h 38m 12

2.º J.Street (KTM) a 27m12

3.º D.Fretigne (Yamaha) a 39m 09

6.º H. Rodrigues (KTM) a 1h 17m 54

12.º P. Gonçalves (Honda) a 1h 57m 59

CAMIÕES

1.º De Rooy (GINAF) 22h13m05

2.º F. Kabirov (Kamaz) a 00m13

3.º V. Chagin (Kamaz) a 10m05

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)