Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

Morreu o treinador Manuel Oliveira

Campeão no Sporting como jogador, foi como treinador que deixou legado ao futebol.
Filipe António Ferreira 20 de Junho de 2017 às 19:50
Manuel Oliveira continuou a falar, a pensar e a ensinar o futebol mesmo após ter deixado de ser treinador
Manuel Oliveira, desporto, futebol, treinador, morte
Manuel Oliveira continuou a falar, a pensar e a ensinar o futebol mesmo após ter deixado de ser treinador
Manuel Oliveira, desporto, futebol, treinador, morte
Manuel Oliveira continuou a falar, a pensar e a ensinar o futebol mesmo após ter deixado de ser treinador
Manuel Oliveira, desporto, futebol, treinador, morte

Manuel Oliveira, um dos mais carismáticos treinadores da história do futebol português, morreu ontem no hospital do Barreiro, aos 85 anos, não resistindo a problemas de saúde.

Nascido no Pinhal Novo no dia 29 de maio de 1932, Manuel Oliveira Santos foi jogador do Sporting, Atlético e CUF.



Pelos leões chegou a sagrar-se campeão nacional, em 1952/53. Mas foi como treinador, carreira que abraçou a partir de 1962/63, que se se notabilizou. Desde logo como um pensador do jogo que amava. Perante o futebol na sua verdadeira essência, o seu estado natural era de permanente inquietação. Após cada partida anotava as táticas usadas pela sua equipa e pela do adversário. O futebol soube, em vida, prestar-lhe a devida homenagem, quando lhe atribuiu o cognome de ‘Mestre da Tática’.

Homem convicto e intransigente na defesa das suas ideias, Manuel Oliveira manteve-se ativo como treinador ao longo de 36 anos. Deixou um legado por cada clube pelo qual passou. Uma longa lista: CUF, Leixões, Belenenses, Sanjoanense, Barreirense, Farense, Benfica de Nova Lisboa (Angola), Olhanense, Lusitano Évora, Sp. Espinho, Beira-Mar, Vila Real, Marítimo, Portimonense, U. Leiria, V. Setúbal, seleção da Guiné-Bissau, Fafe, Nacional, Sintrense, Montijo, Desp. Beja, US Lusitanos (França), Gondomar e Imortal.

Manuel Oliveira foi ainda comentador na Rádio Renascença. Fundou a Associação Nacional de Treinadores de Futebol, foi presidente do Sindicato dos Treinadores e foi responsável pela formação de muitos técnicos. Morreu com uma mágoa: nunca ter treinado um dos grandes ou a Seleção.

Manuel Oliveira desporto futebol treinador morte
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)