Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

MOURINHO QUER BENFICA 'EM PÉ'

O húngaro Akos Buzackis vai estrear-se esta noite na Taça UEFA frente ao do Denizlispor, num jogo em que o FC Porto vai apresentar uma equipa com muitas alterações para poupar alguns jogadores para o clássico da Luz. E a propósito do Benfica alegadamente mais forte, defendido por Simão Sabrosa, José Mourinho deixou escapar que espera que "essa força se traduza em mais tempo de pé e menos tempo no chão...".
27 de Fevereiro de 2003 às 00:33
Uma corrosiva alfinetada para o extremo benfiquista, que esteve no centro da polémica aquando do jogo da primeira volta e que se traduziu pela punição de Jorge Costa e Costinha, que foram alvos da mão pesada da Comissão Disciplinar da Liga.

Sem se deter, José Mourinho acrescentou que compreendia as palavras do benfiquista: "Se eles estão a ganhar jogos, a jogar bem, sentem confiança e motivação, porque não dizer que estão mais fortes do que nós", acrescentando que espera que se traduza "num grande jogo, digno de duas instituições e de profissionais como os do FC Porto e Benfica.

Entretanto, na abordagem à partida com o Denizlispor, Mourinho não escondeu o jogo sobre a equipa que vai alinhar de início, argumentando que as alterações nada têm a ver com o jogo frente ao Benfica: "Nada a ver em absoluto... Jorge Costa, Derlei e Deco, que não jogaram no domingo passado vão jogar. Dentro desta filosofia, vou pôr a jogar aqueles que no domingo não jogaram e dar descanso a dois ou três", explicou.

Sendo assim, o ‘onze’ é o seguinte: Baía; Ricardo Costa, Jorge Costa, Ricardo Carvalho e Mário Silva; Deco, Buzackis e Alenitchev; Derlei, Jankauskas e César Peixoto. Uma equipa em quem José Mourinho deposita total confiança para seguir em frente. “O objectivo é passar à fase seguinte, mas não queremos passar perdendo por 4-0 ou 5-1...", disse.
Ver comentários