Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Moutinho já manda

João Moutinho já pauta o ritmo dos dragões. Frente à equipa amadora do FC Preussen, no segundo teste de pré-época do FC Porto, o reforço criado em Alvalade distinguiu-se pela dinâmica e a consistência que trouxe a um meio-campo com ‘buracos’. E deixou claro que o futebol azul-e-branco passará pelos seus pés.
12 de Julho de 2010 às 00:30
Com a entrada de João Moutinho o FC Porto passou a dominar o jogo diante do FC Preussen
Com a entrada de João Moutinho o FC Porto passou a dominar o jogo diante do FC Preussen FOTO: Luís Vieira/Record

O empate (1-1) revela a escassez de oportunidades dos portistas, que iniciaram o jogo com quatro reforços: o guarda-redes Kieszek, o central Sereno, o médio Souza e o extremo James Rodríguez. Também reflecte as dificuldades sentidas pelo FC Porto para travar uma equipa que jogava no erro. Apesar de ter chegado primeiro ao golo, por Hulk (4’) – o avançado aproveitou um lançamento da linha lateral para marcar, a 30 metros da baliza –, o dragão deixou a desejar no plano defensivo, cometendo erros infantis que levaram os alemães a rematar mais. O golo do Preussen (21’) é revelador: na tentativa de afastar a bola da área, Souza incentivou o contra--ataque dos alemães, permitindo que Bourgault atirasse à baliza de Kieszek. Com Moutinho, o FC Porto encontrou-se no meio-campo e passou a dominar. O médio cheirou o golo num livre directo e ajudou Falcão a brilhar: acertou duas vezes nos ferros.

"CALOR NÃO DESCULPA O QUE SE FEZ"

André Villas-Boas não gostou da exibição do FC Porto, embora tenha destacado que o mais importante "é ganhar dinâmica" para vencer a Supertaça (7 Agosto, diante do Benfica). "Houve alguma passividade e um ritmo lento. Obviamente que o calor não ajuda, mas não desculpa o que se fez", assumiu, reconhecendo "progressos na segunda parte" e que esperava mais sentido colectivo: "Não me satisfaz o entrosamento de dois jogadores, mas sim o de um todo, de um colectivo. Isso não ficou ainda demonstrado. A equipa tem quatro anos de hábitos ganhadores. Quero manter esses hábitos, mas imprimir um estilo novo. Vai demorar tempo."

FICHA DO JOGO

Jogo particular – 11/7/2010

Estádio Preussen, em Munster – Assistência: 2000

Golos: 0-1 Hulk (4’); 1-1 Bourgault (21’) 

FC PREUSSEN

Buscholtz, Halet, Kisch, Westermann, Huckle, Loose, Kuhne, Bourgault, Lorenz, Chitsulo, Guvenisik.

JOGARAM AINDA: Schmider, Lenz, Mumken, N’Diaye, Gloden e Dieckman.

Treinador: Marc Fascher

FC PORTO

Kieszek, Miguel Lopes, Stepanov, Sereno, Addy, Souza, Beluschi, Ruben Micael, Hulk, Farías, James Rodríguez.

JOGARAM AINDA: Helton, Tomás Costa, André Pinto, Sapunaru, Falcão, João Moutinho, Ukra, Maicon, Emídio Rafael, Castro, André Pinto, Fernando, Pipo e Ventura

Treinador: André Villas-Boas

Disciplina: Amarelos: Hucke (69’), Lorenz (70’), Falcão (84’)e Kirsh (86’)

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)