Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Mudar de conversa é mudar de hábitos

É bom sinal que os jogadores do Benfica reconheçam o favoritismo do FC Porto
18 de Julho de 2009 às 00:00
Mudar de conversa é mudar de hábitos
Mudar de conversa é mudar de hábitos

Curiosa mudança de discurso no Benfica neste início de época. Os dois primeiros jogos, na Suíça, correram de feição e alguns bons momentos individuais e colectivos provocaram a inevitável onda de optimismo entre os adeptos. Costuma ser assim. Nos últimos anos, o Benfica tem-se sagrado campeão das pré-temporadas tal é a contumaz euforia das promessas de Verão que, depois, ficam por cumprir.

Este ano parece que a conversa está diferente. Maxi Pereira foi o primeiro a dizer publicamente que, embora esteja confiante na temporada de 2009/2010, dá todo o favoritismo ao FC Porto porque é a equipa que mais tem ganho e mais habituada está a ser campeã. Ou seja, uma grande verdade. Nuno Gomes foi o orador seguinte. E disse a mesma coisa: “Penso que o FC Porto é mais candidato devido ao número de títulos que ganhou nos últimos anos.” É bom sinal que os jogadores do Benfica reconheçam o favoritismo dos rivais do Porto. É um bom sinal e é um bom princípio.

 

Os discursos eufóricos do passado recente constituíram-se num mau hábito expresso, com regularidade, em maus resultados. Mudar de conversa é mudar de hábitos e se os adeptos, por serem isso mesmo, adeptos, têm o direito e o dever de se entusiasmar com as primeiras fintas e habilidades da época, os jogadores têm a responsabilidade de não se entusiasmar com as loas que lhes cantam e que eles próprios, tantas vezes, gostam de entoar.

Jorge Jesus, que está a treinar um “grande” pela primeira vez na sua longa carreira, pode ser o responsável por esta mudança de conversa.  E se o treinador não se deslumbra, o que também é bom sinal, pode ser que os jogadores compreendam o valor real das suas possibilidades e das suas dificuldades pelos próximos dez meses.

 

No entanto, neste Verão de modéstia o campeão tem sido o Sporting. Sem reforços sonantes e sem exibições empolgantes, os adeptos andam cabisbaixos e os jogadores parcos em palavras. E isto é uma ameaça.

 

SEMPRE O APITO

 

O FC Porto começou a pré-temporada a ganhar. É sempre a mesma coisa. Os campeões venceram o Leixões, por 3-1. José Rodrigues, o árbitro, errou ao assinalar um “penalty” indevido contra o Leixões. É sempre igual.

 

SEMPRE A BOLA

 

Raúl e Michel Salgado, dois históricos do Real Madrid, estão espantados com Ronaldo e tecem-lhe elogios à modéstia e ao empenho. Esperavam uma vedeta apaixonada por festas e fotógrafos. Mas a paixão do português é a bola.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)