"Não devo nada ao Fisco", afirma Jorge Mendes

Contratos e contas do agente de CR7 estão a ser passados a pente fino.
Por Débora Carvalho e Secundino Cunha|11.11.18
Jorge Mendes garante que não fez nada de ilegal. "Não devo nada ao Fisco", assegurou ao CM o superagente, em resposta à investigação global aos seus impostos. Os negócios do empresário de CR7 estão a ser passados a pente fino pelos inspetores do Fisco, numa investigação que envolve cinco países – Portugal, Espanha, Irlanda, Reino Unido e Holanda, e é liderada pelas autoridades portuguesas.

Há mais de um ano que Mendes está na mira dos inspetores fiscais. O objetivo é apurar se Mendes pagou todos os impostos relativos à compra e venda de jogadores em Portugal, onde tem residência fiscal e nos restantes países europeus nos quais trabalha e tem empresas. Segundo a investigação, só em 2015 e 2016, os negócios do do agente movimentaram mais de 1300 milhões de euros, segundo os documentos obtidos pela ‘Der Spiegel’, junto do site Football Leaks, e citados ontem pelo ‘Expresso’.

A investigação incide sobretudo em 34 contratos de jogadores e de dois treinadores. Os intermediários do futebol cobram normalmente comissões na ordem dos 10% sobre as transações. O Fisco detetou nas declarações de impostos de Jorge Mendes que o agente informa apenas que aufere salários, não recebendo dividendos. Foi a ausência de lucro nos negócios que chamou a atenção dos inspetores e desencadeou uma investigação à escala europeia. As autoridades estão a analisar 59 contratos feitos entre 2014 e 2016.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!