Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

“Não há cisão entre jogadores”

"Não há cisão entre os jogadores. Estão todos ansiosos e empenhados em fazer bem e repetir os êxitos do passado recente. A prioridade número um é o apuramento para o Mundial e paralelamente proporcionar um conjunto de oportunidades para novos jogadores. Temos as mãos no presente e os olhos no futuro." É assim que o seleccionador nacional Carlos Queiroz pretende defrontar amanhã a Finlândia, garantindo o empenho de todos os convocados, apesar de se tratar de um jogo particular.
10 de Fevereiro de 2009 às 00:30
Carlos Queiroz diz que todo o grupo está unido na vitória sobre a Finlândia, apesar do jogo ser particular
Carlos Queiroz diz que todo o grupo está unido na vitória sobre a Finlândia, apesar do jogo ser particular FOTO: Tiago Petinga / Lusa

Sobre os três estreantes (Eliseu, Orlando Sá e Gonçalo Brandão), Queiroz – que já promoveu a chamada de 35 jogadores desde que assumiu o cargo de seleccionador em Julho de 2008 – fez uma analogia curiosa: "Se tivermos uma vaca e lhe estivermos sempre a tirar leite sem que ninguém lhe dê de comer e de beber, o leite seca e a vaca morre."

Gonçalo Brandão, Eliseu e Orlando Sá, chamados pela primeira vez à Selecção A, tiveram ontem um dia que dificilmente irão esquecer. "Não é fácil chegar aqui aos 25 anos, mas é um orgulho muito grande", disse o jogador do Málaga à chegada à concentração da Selecção antes da viagem rumo ao Algarve. O açoriano revelou ainda ter recebido uma mensagem de incentivo do conterrâneo Pauleta: "Recebi um fax dele a dar-me os parabéns por esta convocatória."

Também Gonçalo Brandão não podia estar mais feliz. "Hoje [ontem] tive a noção de que é verdade. Agora é aproveitar e corresponder ao que esperam de mim. Este fato de treino é igual ao dos sub-21, mas muito mais pesado", disse o central, que conta com 37 internacionalizações nas selecções jovens. Eduardo (Sp. Braga), presença regular nas últimas convocatórias, mas ainda sem qualquer internacionalização, afirmou estar "pronto para a titularidade", face à ausência de Quim.

PRIMEIRO TREINO COM 11

O primeiro treino antes do jogo de amanhã com a Finlândia (20h45, TVI) ficou marcado pelas ausências. Apenas 11 jogadores subiram ao relvado, enquanto os restantes atletas fizeram banhos e massagens, na unidade hoteleira onde a Selecção Nacional está instalada. Eduardo, Daniel Fernandes, Pepe, Paulo Ferreira, Deco, Duda, Danny, Hugo Almeida, Nani, Orlando Sá e Maniche estiveram às ordens da equipa técnica, num treino marcado pela chuva.

Pouco mais de meia centena de adeptos marcaram presença no Vale Garrão, numa sessão ligeira e onde o estreante Orlando Sá foi o alvo de todas as brincadeiras dos colegas. Hoje e já com todos os jogadores disponíveis, Portugal volta a treinar às 10h45 e pelas 17h00 Carlos Queiroz e um jogador fazem a antevisão do particular frente à Finlândia.

Ontem, o adversário de Portugal fez o primeiro treino, no Estádio Municipal de Quarteira.

APONTAMENTOS

GONÇALVES

O lateral José Gonçalves (Nuremberga) esteve ontem na concentração portuguesa para ser visto pela equipa médica da Selecção. O jogador tem um problema muscular, mas pode ser opção para o jogo com a Suécia (28 de Março).

TIAGO

Tiago (Juventus) foi o único jogador a não marcar presença na concentração no Parque das Nações. O médio foi autorizado pela Federação Portuguesa de Futebol a comparecer no estágio da Selecção já no Algarve.

SUB-21

O guardião do Sporting Rui Patrício foi ontem dispensado dos trabalhos da Selecção sub-21, para o jogo de hoje – em Fátima, frente à Suíça – devido a uma lesão na mão esquerda, contraída no jogo de domingo frente ao Sp.Braga

 

Ver comentários