Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

“Não queriam que viajasse”

O FC Porto fez o máximo para impedir que Cristian Rodríguez actuasse pela selecção uruguaia no encontro (0-1) de quarta-feira com a Argentina. Quem o garantiu foi próprio atleta no final do jogo que até foi resolvido com um golo de Bolatti, médio cedido pelos dragões ao Huracán.
16 de Outubro de 2009 às 00:30
Rodríguez, na foto com Jesualdo Ferreira, teve uma lesão no ligamento interior do joelho esquerdo
Rodríguez, na foto com Jesualdo Ferreira, teve uma lesão no ligamento interior do joelho esquerdo FOTO: Manuel Araújo/ Record

“Nos últimos 15 dias, vivi momentos muito complicados porque não me queriam deixar vir defender a selecção. Tive de lutar muito em Portugal para viajar e, depois, chegar cá e não ganhar, é um pouco difícil”, assumiu o uruguaio, que saiu do banco aos 71’.

No cerne da discórdia está uma lesão sofrida por ‘Cebola’ na véspera do clássico entre FC Porto e Sporting (1-0), no dia 26 de Setembro (ligamento interior do joelho esquerdo). Desde então, deixou de ser opção, e os departamentos médicos dos dragões e da selecção uruguaia encetaram contactos no sentido de ser conhecida a disponibilidade física de Rodríguez.

O extremo acabou por ser dado como apto no domingo e viajou para Montevideu. Jogou, e ainda foi expulso após o final da partida, por agressão ao argentino Heinze. Acto que Rodríguez não desliga de toda a confusão em Portugal: “Foi isso, junto à impotência de ter perdido e à provocação de Heinze. Se não me antecipava, dava-me ele”, esclareceu o atleta, que fica fora do play-off.

Cristian Rodríguez perdeu grande parte da pré-temporada devido a uma lesão contraída ao serviço do Uruguai.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)