Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

“Não seremos meigos a pedir indemnização”

"Vamos recorrer para os tribunais [...] e não seremos meigos a pedir uma indemnização", disse ontem João Barbosa, presidente do Belenenses, referindo-se à queixa que o Trofense enviou para a Liga sobre a alegada utilização irregular de Vinicius Pacheco, no jogo que as duas equipas disputaram na 12ª jornada (3-2, para os azuis).
11 de Janeiro de 2009 às 00:30
Vinicius Pacheco
Vinicius Pacheco FOTO: Algarvephotopress

Segundo o Trofense, em 2008, o avançado jogou em três clubes diferentes (Flamengo e Ipatinga, no Brasil, e Belenenses), o "que contraria as regulamentações da FIFA e da UEFA, que permitem que um jogador apenas actue por dois clubes na mesma temporada".

Fonte da Liga assegurou ontem ao CM que, de acordo com os regulamentos da FPF, "não há qualquer caso Vinicius", dado que, desde 1 de Julho de 2008, o jogador apenas actuou no Belenenses. "Além disso, estão em causa confederações diferentes, América do Sul e Europa, o que preenche uma das excepções previstas pela FIFA. Não é, por isso, um novo caso Meyong [na época passada, os azuis perderam seis pontos, por o jogador camaronês ter actuado em três clubes europeus, Maiorca, Albacete e Belenenses]", frisou a mesma fonte.

Miguel Carvalho, advogado do Trofense, escusou-se a comentar o pedido de indemnização do Belenenses, e admitiu recorrer para a "UEFA e FIFA" se a Comissão Disciplinar da Liga não punir o clube do Restelo.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)