Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

"Não sou top Model"

As calças dão conforto e facilitam os movimentos.
Sérgio Pereira Cardoso 12 de Junho de 2016 às 15:04
Király e as famosas calças, sempre um número acima do seu tamanho
Király e as famosas calças, sempre um número acima do seu tamanho FOTO: Johann Groder/EPA
O homem do pijama. É assim que a UEFA intitula Gábor Király, guarda-redes da Hungria conhecido pelas calças largas que utiliza em todas as partidas. O veterano guardião diz que está pouco preocupado com a imagem, o que quer é defender bem.

"Sou um guarda-redes, não um top model. Essencialmente, é uma questão de conforto. O inverno torna os campos gelados e molhados. Quando nos atiramos às bolas, magoamos as pernas, portanto, as calças parecem-me uma escolha lógica", referiu Király, ao site da UEFA. Mas porquê tão largas? "Jogo com um tamanho acima para facilitar os movimentos. Ainda tentei usar calções, na Alemanha e em Inglaterra, mas não me agradou. O resultado final é mais importante do que a aparência", acrescentou o guarda-redes de 40 anos, idade que é vista pelos colegas como uma virtude e não um defeito. "Para um defesa, é ótimo termos alguém tão experiente atrás de nós", elogiou Mirály Korhut. "É o nosso líder", concordou Richárd Guzmics.

Király ficou desolado com a morte de György Garics, antigo atleta húngaro com quem chegou a jogar e pai do internacional austríaco - nascido na Hungria - com o mesmo nome. "Foi muito importante na minha vida. Descanse em paz", escreveu, no seu site, o guardião.

UEFA Gábor Király Hungria Alemanha Inglaterra Mirály Korhut Richárd Guzmics György Garics futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)