Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

N’Diaye estraga Natal no Berço

Vitória de Guimarães e Gil Vicente empataram ontem a uma bola, com os dois golos da partida a serem apontados por jogadores vimaranenses (Nuno Assis e N’Diaye).

18 de Dezembro de 2011 às 01:00
Edgar protege a bola do gilista Caiçara
Edgar protege a bola do gilista Caiçara FOTO: Hugo Delgado/Lusa

O Vitória entrou mandão no jogo. Com os velozes Toscano e Paulo Sérgio nas alas a carburarem sobre a batuta do maestro Assis, a equipa da casa teve as melhores ocasiões. O médio (melhor em campo), ainda antes de marcar num excelente golpe de cabeça, já tinha atirado ao poste da baliza gilista.

A equipa de Barcelos foi quase sempre inexistente a nível atacante e foi preciso um defesa do V. Guimarães, N’Diaye, para fazer aquilo que os avançados teimavam em não conseguir: o golo do empate.

O sabor a injustiça no resultado, com que os vimaranenses chegaram ao intervalo, traduziu-se em incapacidade para fazer mudar o rumo dos acontecimentos no segundo tempo.

Este resultado mantém a equipa da Capital Europeia da Cultura em 2012 atrás da formação orientada por Paulo Alves e numa altura em que o objectivo Europa está cada vez mais longe.

Após a habitual pausa natalícia, segue-se o Benfica para a Taça da Liga (3 de Janeiro) e um mau resultado em casa coloca o técnico Rui Vitória em maus lençóis.

"FALTOU AGRESSIVIDADE"

O técnico Rui Vitória não escondeu a desilusão com o empate caseiro do V. Guimarães frente ao Gil Vicente (1-1). "Queríamos muito vencer. Fomos penalizados num lance perto do intervalo, num momento de desconcentração", analisou o treinador, alvo da contestação dos adeptos vimaranenses no final do jogo.

"O golo sofrido criou intranquilidade. Houve uma entrega positiva dos jogadores, mas faltou lucidez e alguma agressividade", acrescentou Rui Vitória.

Por sua vez, Paulo Alves, técnico do Gil Vicente, mostrou-se satisfeito com o empate: "Acaba por ser justo, mas se fossemos mais atrevidos a nível ofensivo, podíamos ter ganho."

FICHA DO JOGO

LIGA - 13.ª Jornada - 17/12/2011

Estádio D. Afonso Henriques - Assistência: 8556

Golos: 1-0 Nuno Assis (18’), 1-1 N’Diaye (44’ p.b.) 

Figura do Jogo: Nuno Assis, médio, 34 anos

V. GUIMARÃES

Nilson, Alex, N’Diaye, João Paulo, Santana, Pedro Mendes (Barrientos 86’), El Adoua, Nuno Assis (Targino 76’), Paulo Sérgio, Toscano (Soudani 68’), Edgar.

Suplentes não utilizados: Douglas, Bruno Teles, L. Olímpio e João Alves

Treinador: Rui Vitória

GIL VICENTE

Adriano, Daniel, Cláudio, Halisson, Caiçara, Luís Manuel, André Cunha, Pedro Moreira (Roberto 31’), Luís Carlos (Guilherme 63’), Richard, Hugo Vieira (Laionel 86’).

Suplentes não utilizados: Murta, Mauro, Paulo Lima e Yero

Treinador: Paulo Alves

Árbitro: André Gralha (Santarém)

Disciplina: AMARELOS: Nuno Assis (41’), Luís Manuel (67’), Halisson (75’) e Caiçara (89’)

JOGO V. GUIMARÃES GIL VICENTE LIGA
Ver comentários