Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Ney e Diego decisivos para a manutenção

Um chapéu de Ney Santos deu o segundo triunfo consecutivo ao V. Setúbal, numa partida inteiramente dominada pelo Gil Vicente. Os barcelenses correram mais e construíram mais oportunidades de golo, mas esbarraram nos reflexos do guarda-redes Diego, a grande figura da tarde.

2 de Abril de 2012 às 01:00
César Peixoto (esq.) e Ney
César Peixoto (esq.) e Ney FOTO: José Coelho/Lusa

O golo de Ney, aos 83’, surgiu em contraciclo com o andamento da equipa de José Mota, que estava encostada às cordas depois de várias investidas perigosas dos atacantes do Gil. O médio viu o guarda-redes Adriano adiantado e decidiu fazer-lhe um chapéu de fora da área, provocando uma onda de euforia na sua equipa, que com este triunfo fica mais perto da manutenção. Ainda assim, os momentos mais altos da partida foram as defesas de Diego aos 72’ e aos 74’: travou um pontapé acrobático de Hugo Vieira e voou literalmente para negar um golo de cabeça a Zé Luís.

GIL VICENTE V. SETÚBAL JOGO FUTEBOL LIGA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)