Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Novo suspeito do homicídio por negligência de Davide Astori investigado

Modesti é acusado de "supressão, destruição e ocultação de provas" pelo promotor de Florença.
13 de Julho de 2019 às 11:35
Davide Astori
Davide Astori FOTO: Claudio Villa/Getty Images
A morte do futebolista Davide Astori, da Fiorentina, ue morreu em 04 de março, vítima paragem cardíaca, num hotel de Udine, continua a ser investigada e há um novo suspeito de homicídio involuntário na investigação.

Trata-se do diretor da Medicina Desportiva de Careggi, Pietro Amedeo Modesti, que se junta a Giorgio Galanti e Francesco Stagno, que estão a ser investigados por homicídio involuntário por inexperiência e negligência. Este novo dado é avançado pelo jornal italiano La Nazione. 

Modesti é acusado de "supressão, destruição e ocultação de provas" pelo promotor de Florença.


Giorgio Galanti e Francesco Stagno, que trabalham em clínicas de Florença e Cagliari, cidades de clubes que Davide Astori representou, estão sob investigação por terem atestado da condição física do jogador para competir na Série A (primeira divisão italiana).

O internacional italiano morreu em 4 de março, com 31 anos, num quarto de um hotel em Udine, onde estava concentrado com a equipa da Fiorentina, para um encontro do campeonato italiano contra a Udinese, no Dacia Arena.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)