Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

O Sporting e a senhora Merkel

50 dias de férias ganharam os jogadores do Sporting ao vencer em Braga.

21 de Maio de 2011 às 00:00
O Sporting e a senhora Merkel
O Sporting e a senhora Merkel

Com a vitória do FC Porto em Dublin resta aos benfiquistas com menor capacidade de encaixe declararem inexistente semelhante facto e enfiar as cabeças na areia. Se até um Tribunal declarou "inexistente" a reunião do Conselho de Justiça da FPF que determinou os castigos a Pinto da Costa e ao Boavista, os benfiquistas que se sintam autorizados a fazer o mesmo. E a dedicarem-se, por exemplo, aos temas do golfe...

Para os portugueses amantes do golfe esta foi uma semana má. E falo dos portugueses que amam o golfe propriamente dito, ou seja, o jogo, os "greens", o bucolismo do cenário, a boa educação em geral de praticantes e do público. Não falo dos que do golfe só gostam das bolas atiradas rancorosamente para os campos de futebol ou na criteriosa direcção dos adeptos das equipas adversárias. Foi uma má semana para os portugueses amantes do golfe porque a organização da Ryder Cup 2018 foi atribuída à França e não a Portugal.

 

O comité de portugueses que lutou pela atribuição da Ryder Cup a Portugal foi unânime em considerar que a situação económica do país contituiu um factor importante para a derrota da candidatura portuguesa porque os organizadores e patrocinadores do grande evento não se disponibilizaram para mostrar confiança na capacidade de recuperação da economia portuguesa. E tudo isto se passou precisamente mo mesmo dia em que a chanceler alemã, Angela Merkel, chocou ainda mais a nossa nação, já de si tão chocada, ao afirmar que os portugueses têm dias de férias a mais, sem contar com os feriados... Para a senhora Merkel, dando o exemplo da sua Alemanha eficiente, vinte dias de férias chegam para descansar de um ano de labuta intensa.

 

Curiosa preocupação alemã com as férias dos portugueses. E não sabe a senhora Merkel que esta semana os jornais desportivos noticiaram um facto admirável: os jogadores do Sporting vão ter este ano 50 dias de férias! É caso para se dizer que, independentemente dos afectos clubistas, não haverá nenhum trabalhador português que, neste Verão, não gostasse de ser jogador do Sporting.

 

Ao ganhar em Braga, no último domingo, e ao garantir o terceiro lugar do campeonato, o Sporting saltou uma eliminatória de acesso à Liga Europa e ganhou mais duas semanas de descanso. A Liga de 2011/2012 arranca a 14 de Agosto e a equipa de Domingos Paciência entra no play-off pela Europa quatro dias mais tarde. Disseram os jornais que no regresso de Braga, os jogadores do Sporting festejaram rijamente o terceiro lugar conquistado na Pedreira ao longo dos mais de 300 quilómetros do percurso de autocarro. Resta saber se festejavam o lugar no pódio ou se comemoravam, mais egoisticamente, o amplo período de descanso que o golo solitário de Yannick Djaló carimbou. É pouca coisa, não é?

 

ERRAR É HUMANO

 

A vantagem de não ter reputação

 

O árbitro espanhol Velasco Carballo dirigiu a final de Dublin e não teve uma actuação brilhante. Queixou-se um bocadinho, Domingos no final do jogo, lamentando o facto de Sapunaru não ter sido expulso como devia, mas também é verdade que Sílvio bem podia ter ido para o balneário mais cedo porque teve uma entrada sobre Hulk à margem das leis e do bom senso que sempre se recomenda nestas ocasiões

 

Concluiu-se, deste modo, que os árbitros estrangeiros são tão bons ou tão maus quanto os nossos, levando apenas vantagem pelo facto de não serem conhecidos, de terem uma folha de serviços que nos é estranha pelo que, quando entram em campo para apitar, não são precedidos de forma destrutiva pela sua reputação e historial.

 

O que nunca é o caso entre nós. Por exemplo, o Conselho de Arbitragem da FPF nomeou para a final da Taça o árbitro João Ferreira, de Setúbal, contrariando até uma tradição. Normalmente, seria Elmano Santos, o árbitro do Funchal que acaba este ano a actividade, que teria como prémio de carreira dirigir o jogo entre o FC Porto e o Vitória de Guimarães. Mas não foi essa a escolha. Vai para o "estádio de Oeiras" João Ferreira que, na única escuta disponível no youtube envolvendo o presidente do Benfica, aparece como árbitro do agrado de Vieira.

 

Pinto da Costa pode assim, fazer este ano um pleno de felicidades. Ganha no estrangeiro a portugueses com árbitros estrangeiros e em Portugal ganha também e com árbitros que agradam na Luz. É muita coisa, não é?

 

POSITIVO

Falcão decisivo

O colombiano que o FC Porto desviou da Luz há dois anos foi, em Dublin, uma vez mais decisivo. Falcão marcou no final da primeira parte o golo solitário que permitiu ao FC Porto somar mais uma importante vitória numa competição internacional.

Paulão e mais dez

O defesa central do Sporting de Braga já tinha sido o homem decisivo nos dois jogos das meias-finais com o Benfica. Na final com o FC Porto fez uma exibição sem mácula e foi o único bracarense à altura de uma final europeia.

 

 

NEGATIVO

Rodriguez comprometeu

Um lance infantil, uma perda de bola em zona proibida, fez com que Rodriguez, que para o ano será jogador do Sporting, oferecesse ao FC Porto a construção do único golo do jogo de Dublin. Rodriguez teve uma despedida aziaga de Braga.

 

Pérola

 

"Vim contactar pessoas que podem ajudar o Belenenses": ANTÓNIO SOARES

 

Os jogadores do Belenenses não recebem há dois meses e recusaram-se a assinar a declaração de "inexistência de dívida" que impedirá o clube de ser relegado da Liga Orangina para a II Divisão. António Soares deixou o Restelo em polvorosa e foi a Dublin ver a final da Liga Europa e fazer "contactos" importantes. Quais?

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)