Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Oliveirense em festa chega à meia-final

Pela primeira vez na sua história, a Oliveirense está nas meias-finais da Taça de Portugal, depois de ontem ter batido o Olhanense (2-1).

23 de Dezembro de 2011 às 01:00
Clemente (à direita), autor do 1-1, em lance com Figueroa
Clemente (à direita), autor do 1-1, em lance com Figueroa FOTO: José Coelho/Lusa

A jogar em casa emprestada pelo Feirense, a equipa de Oliveira de Azeméis entrou praticamente a perder. O médio Cauê num excelente golpe de cabeça, após livre de Salvador Agra, fez o golo do Olhanense que parecia encaminhar a equipa para uma passagem tranquila às meias-finais. Puro engano!

O nono classificado da Honra reagiu bem, pressionou o 10º da Liga e chegou ao empate, de forma justa, num lance de bola parada, através de Clemente (um dos melhores). Quando as equipas já esperavam pelo intervalo, eis que surge o 2-1, por Rui Lima, que veio traduzir em golos o maior ascendente da formação orientada por Pedro Miguel.

Após o intervalo, quando se esperava uma forte reacção algarvia, surgiu de novo uma Oliveirense personalizada e muito concentrada na defesa, que justificou em toda a linha a passagem às meias-finais da Taça de Portugal.

"A NOSSA PRIORIDADE É O CAMPEONATO"

"O segredo esteve no espírito de entreajuda. Nunca perdemos o discernimento mesmo a perder", disse o técnico da Oliveirense, Pedro Miguel, garantindo que as meias-finais não estão no pensamento: "A nossa prioridade é o campeonato."

Já o avançado Clemente afirmou acreditar que a equipa pode "chegar ao Jamor".

"SEM ENGENHO PARA CRIAR BOAS SITUAÇÕES"

"Voltámos a ser penalizados nas bolas paradas e isso acabou por ser determinante. Nunca tivemos engenho para criar boas situações de golo", admitiu Daúto Faquirá, treinador do Olhanense. "Foi uma pena porque queríamos oferecer este objectivo [meias-finais] aos nossos adeptos", observou.

FICHA DO JOGO

Taça de Portugal - ‘Quartos’ - 22/12/2011

Estádio Marcolino de Castro - Assistência: 800

Golos: 0-1 Cauê (11’), 1-1 Clemente (25’), 2-1 Rui Lima (45+1’),

Figura do jogo: Clemente, avançado, 28 anos

OLIVEIRENSE

Bruno André, Nuno Lopes, Laranjeira, Banjai, Chico Silva, José Pedro, Oliveira (Bruno 90’), Rui Lima, Clemente (Guima 89’), Adriano, Ivan Santos (Barge 67’).

Suplentes não utilizados: Bruno Vale Vítor, Pedrinho e Sassá

Treinador: Pedro Miguel

OLHANENSE

Bruno Veríssimo, Figueroa (Mexer 46’), Maurício (Djalmir 66’), André Pinto, Vítor Vinha, Fernando Alexandre , Regula (Mateus 66’), Cauê, Salvador Agra, Yontcha, Wilson Eduardo.

Suplentes não utilizados: Ventura, Toy, Ivanildo e Victor Meza

Treinador: Daúto Faquirá

Árbitro: Duarte Gomes (Lisboa)

Disciplina: Amarelos: Maurício (20’), Clemente (49’), Wilson Eduardo (90’), Banjai (90’) 

OLIVEIRENSE OLHANENSE TAÇA DE PORTUGAL FUTEBOL
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)