Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Paços empata (1-1) no Dragão (COM REACÇÃO)

O FC Porto não foi além de um empate (1-1) na recepção ao Paços de Ferreira e arrisca-se a ficar a uma distância de seis pontos dos líderes Sp. Braga e Benfica. Os dragões até estiveram a perder, após golo de Maykon aos 83', aproveitando o balanceamento ofensivo dos tetracampeões, sendo que, a partir desse momento, assistiu-se a um total massacre dos azuis e brancos junto à área de Cássio, mas o guarda-redes brasileiro parou quase tudo. Falcão consegiu ser a excepção, aos 86', após cruzamento de Varela.
16 de Janeiro de 2010 às 21:15
Paços empata (1-1) no Dragão (COM REACÇÃO)
Paços empata (1-1) no Dragão (COM REACÇÃO) FOTO: Estela Silva/Lusa

Logo no início, a queda do árbitro Rui Costa, aos 4', seria o prenúncio de uma exibição recheada de erros do juiz portuense. Entre os mais crassos, o golo invalidado a Falcão, por fora-de-jogo inexistente, aos 24 minutos, e ainda a expulsão (87') de Ozéia, defesa pacense que cortou um lance com o peito, mas o juiz portuense viu mão no lance e mostrou o segundo amarelo ao brasileiro. 

Após uma primeira parte em que se destaca ainda uma oportunidade de Falcão que, à boca da baliza, cabeceou para fora, o FC Porto entrou na segunda parte completamente adormecido. Foi preciso esperar pelos 70 minutos para ver os dragões novamente perto do golo, com - mais uma vez - Falcão a perdoar na cara de Cássio, após tabela com Farías na área. 

Tirando partido do balanço ofensivo do FC Porto, Pedrinha, aos 83 minutos, encontrou Pizzi sozinho no lado direito do ataque e o jovem do Paços de Ferreira isolou Maykon que, frente a Helton, colocou a bola no fundo das redes.  

Previa-se o pior no Estádio do Dragão, mas Falcão, que tanto lutou pelo golo, correspondeu da melhor maneira ao cruzamento de Varela, a quatro minutos do final. Quatro minutos que se tornaram nove (com os descontos) de total sufoco para o Paços de Ferreira e aí emergiu um herói: Cássio fez um punhado de defesas brilhantes, evitando - por três vezes! - o golo a Bruno Alves. Farías e Rodríguez não tiveram melhor sorte 

Para piorar o cenário para Jesualdo Ferreira, Bruno Alves e Raul Meireles viram o quinto amarelo da época e ficam de fora no próximo encontro da Liga, na visita ao Nacional, no dia 31 de Janeiro.

REACÇÃO

'FC PORTO FOI PENALIZADO'

Jesualdo Ferreira mostrou-se agastado com a prestação do árbitro Rui Costa, no empate caseiro (1-1) do FC Porto, frente ao Paços de Ferreira. 'Nos dois últimos jogos, o FC Porto viu três golos serem mal anulados. A conclusão a que estamos a chegar é que é preciso haver mais do que o penúltimo defesa e que os jogadores do FC Porto precisam de dois ou três metros para estarem em jogo. A nossa equipa quis sempre ganhar, trabalhou muito e correu muito', disse o técnico portista, não parando por aqui: 'Nos dois últimos jogos o FC Porto foi claramente penalizado e espero que as coisas não continuem assim, ou então o campeonato torna-se menos claro. O Falcão tem onze golos, mas podia ter treze.'
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)