Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
3

Passeio triunfal de Hulk e Falcão

O FC Porto regressou ontem às vitórias na Liga, goleando a União de Leiria pela margem mais expressiva dos últimos três campeonatos, com golos dos seus jogadores de ataque. A dupla Falcão-Hulk entendeu-se na perfeição e apontou quatro dos cinco golos, com o brasileiro a totalizar oito na Liga e treze na temporada.

26 de Outubro de 2010 às 00:30
Falcão abraça Hulk, que, com os dois golos de ontem,já soma 8 golos na Liga e 13 na época
Falcão abraça Hulk, que, com os dois golos de ontem,já soma 8 golos na Liga e 13 na época FOTO: Miguel Vidal/Reuters

A equipa de Villas-Boas entrou forte, aproveitando ao máximo a passividade e o mau posicionamento da equipa leiriense e assegurou de imediato os pontos. Em 18 minutos, efectuou uma série de cinco pontapés de canto, um remate ao poste (Falcão) e dois golos de Hulk, a passes de Ruben Micael e Falcão, sem que a maioria dos jogadores visitantes tivesse ao menos tocado na bola.

A intensidade baixou depois, para um nível inferior ao da maioria dos treinos no Olival, num compromisso tácito de não martirizar os leirienses, limitando-se antes a aproveitar os seus erros e a sua ingenuidade. Num destes lances, um livre marcado à socapa por João Moutinho permitiu a Varela elevar para 3-0, a mais dilatada diferença da temporada, antes do intervalo.

Sempre a passo, o FC Porto dilatou a vantagem no segundo tempo, com dois golos de Falcão, um de cabeça, a cruzamento de Álvaro Pereira, e outro em contra-ataque com Hulk. Pelo meio, um brinde de Fernando ao Leiria, cometendo uma grande penalidade, que Carlão transformou bem. Apesar do triunfo fácil e dilatado, a equipa portista não realizou uma exibição deslumbrante, embora a maior parte da culpa do pobre espectáculo tenha de ser atribuída à pouca competitividade da U. Leiria.

FICHA DO JOGO

LIGA - 8.ª Jornada - 25/10/2010

Estádio do Dragão - Assistência: 29 112

Golos: 1-0 Hulk (14’), 2-0 Hulk (19’), 3-0 Varela (37’), 4-0 Falcão (50’), 4-1 Carlão (74’ g.p), 5-1 Falcão (76’)

FC PORTO

Helton, Fucile, Rolando, Maicon, Álvaro Pereira, Ruben Micael, Fernando, João Moutinho (Souza 58’), Hulk (Walter 78’), Varela (James 69’), Falcão.

Treinador: André Villas-Boas

U. LEIRIA

Gottardi, Panandetiguiri, Bruno Miguel (Mamadou 46’), Zé António, Patrick, Marcos Paulo, Ruben Brígido (Marco Soares 46’), Pateiro, leandro Lima, Zhang (Carlão 63’), N’Gal.

Treinador: Pedro Caixinha

Árbitro: Vasco Santos (Porto) 7

Disciplina: amarelos: Pateiro (41’), Rolando (56’), Fernando (72’) e Marco Soares (84’)

Classificação do jogo: 5

"EXIBIÇÃO FOI BRILHANTE"

"Temos de nos manter alerta. Os jogadores não acusaram a pressão de saberem que os adversários directos tinham vencido os seus jogos e responderam com uma exibição brilhante", disse André Villas-Boas, no final da partida. O técnico apelou ao apoio dos adeptos "no próximo jogo em Coimbra", de forma a que os dragões mantenham a "distância pontual para o Benfica", antes do clássico (7 de Novembro). Já Hulk, autor de dois golos, confessou estar "muito feliz".

NEGÓCIO JAMES POR CONCRETIZAR

FC Porto regressou ontem às vitórias na Liga, goleando a União de Leiria pela margem mais expressiva dos últimos três campeonatos, com golos dos seus jogadores de ataque. A dupla Falcão-Hulk entendeu-se na perfeição e apontou quatro dos cinco golos, com o brasileiro a totalizar oito na Liga e treze na temporada.

Liga FC Porto U. Leiria Futebol
Ver comentários