Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
4

Pedro Emanuel quase apto

Tal como o seu compatriota Ronald Koeman, também Co Adriaanse optou pela pausa na afinação da máquina portista na preparação para o jogo grande da 7.ª jornada frente ao Benfica. Um procedimento que não é novo no FC Porto, mas que ganha outra dimensão dado que os ‘dragões’ estão subtraídos de importantes unidades do plantel, com o empréstimo de nove jogadores aos trabalhos das selecções.
7 de Outubro de 2005 às 00:00
Co Adriaanse opta pela pausa
Co Adriaanse opta pela pausa FOTO: Michael Kooren/Reuters
Perante tantas ausências – ainda ontem o técnico holandês teve que se socorrer de dois elementos da equipa B, o guarda-redes Hugo Marques e o dianteiro Hélder Barbosa, Co Adriaanse optou por retomar os trabalhos na manhã de 2.ª feira e aí recomeçar a preparação para o embate com o Benfica.
Uma partida para a qual se antevê o regresso de Pedro Emanuel ao eixo da defesa, ultrapassada a lesão sofrida diante do Glasgow Rangers na primeira jornada da Liga dos Campeões.
O regresso de Pedro Emanuel à defesa do FC Porto assume especial relevo, numa altura em que o sector mais recuado dos ‘dragões’ tem denotado particular permeabilidade, como aconteceu com os três golos sofridos frente aos eslovacos do Artmedia, para a Liga dos Campeões, e mais recentemente os dois golos consentidos diante do Marítimo, na última jornada da liga portuguesa.
De fora das opções do técnico do FC Porto continuam Hélton, Jorge Costa (trabalham de forma condicionada) e Sokota, a recuperar da intervenção cirúrgica a que foi sujeito.
Ver comentários