Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
2

Penafiel traído pela ineficácia

Penafiel e Nacional despediram-se ontem da Taça da Liga com um resultado injusto para a equipa da Honra. Numa noite de muito frio, foram os nortenhos que revelaram o melhor futebol, mas a experiência dos visitantes revelou-se fulcral.

5 de Fevereiro de 2012 às 01:00
Estranho lance em que a bola parece fugir a Aldair e Mihelic
Estranho lance em que a bola parece fugir a Aldair e Mihelic FOTO: Estela Silva/Lusa

A 1ª parte foi praticamente de sentido único, com domínio claro do Penafiel. O golo que deu a vantagem merecida chegou, contudo, com ajuda forasteira: no livre de Sérgio Oliveira, a bola bate à frente de Marcelo e, por culpa deste, só pára no fundo da baliza.

Na segunda metade, a toada foi similar, mas com alguma resposta dos madeirenses. Alguma e suficiente, como comprova o resultado. Aos 59’, um lance que começa numa presumível falta sobre Rafa deixou Keita isolado. O avançado atirou de pé esquerdo para golo. O Nacional ainda enviou outra bola ao poste (Márcio Madeira, 69’), mas foi o Penafiel a equipa que mais desperdiçou. Quem marcou foram os ilhéus, por Moreno, de cabeça, após marcação de um pontapé de canto.

PENAFIEL LIGA DE HONRA NACIONAL TAÇA DA LIGA
Ver comentários