Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

"Permanência é fundamental", afirma o técnico do recém-promovido Farense

Equipa está de volta à I Liga depois de 18 anos de afastamento.
Rafael Domingues 7 de Agosto de 2020 às 09:39
Sérgio Vieira dirigiu ontem a primeira sessão de trabalhos da nova época
Sérgio Vieira dirigiu ontem a primeira sessão de trabalhos da nova época FOTO: Filipe Farinha
Foram 18 anos afastado do melhor futebol nacional. Na próxima época, o histórico Farense está de volta à Liga com o objetivo bem traçado: garantir a manutenção.

"Queremos fazer uma grande época a todos os níveis. A permanência na I Liga é fundamental para nós. Continuar a elevar a grandeza deste clube para um patamar em que ele realmente deve estar e permanecer. Queremos honrar a história, a cidade e os adeptos", afirmou ontem Sérgio Vieira, treinador do Farense, antes do arranque dos treinos de preparação. 


O clube algarvio iniciou os trabalhos da nova época no Campo Sousa Uva, em São Brás de Alportel. Com vários reforços já garantidos, os responsáveis estão conscientes das dificuldades que vão encontrar e da exigência máxima necessária para competir no principal escalão do futebol português. "Acima de tudo, temos de nos superar. Essa é a palavra certa. Quem veio da II Liga saberá que, pela nossa dinâmica, teremos de ser mais fortes, melhores tecnicamente e mais organizados taticamente. A exigência vai ser muito maior", assumiu o técnico dos algarvios.

Com o início do campeonato previsto para o fim de semana de 20 de setembro, a incerteza da presença dos adeptos no estádio é algo que tem sido refletido pela estrutura. "Tem-nos tirado algum tempo de reflexão, sabemos do grande impacto que há com a ausência de público. Se tivermos público vai ser um ambiente fantástico no Estádio de São Luís que nos irá dar uma energia extra."

A casa da equipa algarvia está a sofrer alterações, com a substituição do sistema de iluminação do estádio e a colocação de um novo relvado. Está ainda a ser construída uma academia para o clube em São Brás de Alportel.

Pedro Henrique define quantos golos quer marcar
Pedro Henrique, avançado de 23 anos que veio do Benfica, é uma das caras novas no plantel do emblema algarvio. Na época passada jogou na II Liga pela equipa B do Benfica e pelo Feirense, onde esteve emprestado, marcando um total de seis golos. "Estou a realizar mais um sonho de criança, sempre tive vontade de jogar na I Liga. Estou muito focado", disse ontem o atleta antes do primeiro treino. Pedro Henrique assume que tem traçada uma meta de golos para a próxima temporada, mas que prefere não revelar ainda. Para já, espera "impressionar o treinador e ajudar a equipa a garantir a permanência no campeonato".
Ver comentários