Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

PEUGEOT ATACA NA NEVE

A equipa Peugeot vai, a partir de hoje, no Rali da Suécia, segunda etapa do Mundial da especialidade, tentar apagar a má imagem deixada na primeira prova, que teve lugar em Monte Carlo.
7 de Fevereiro de 2003 às 00:00
O Peugeot 206 WRC não deverá ter grandes problemas de adaptação à neve nórdica, ainda mais tendo a marca gaulesa ganho as três edições anteriores. Os finlandeses Marcus Grönholm – campeão do Mundo – e Harri Rovänpera, que ocuparam os dois primeiros lugares da prova em 2002, partem como favoritos, até porque têm amplo conhecimento do traçado das classificativas suecas.

Quem vai ter que mostrar algum serviço será a Citroën, através do Xsara WRC, que monopolizou o pódio no Principado do Mónaco. Apesar do domínio avassalador na prova inaugural do Mundial, a Citroën deverá acusar a ‘juventude’ do seu bólide neste tipo de pisos. O francês Sebastien Loeb, vencedor em terras monegascas – comanda o Campeonato do Mundo –, deverá optar por uma condução cautelosa, tentando, deste modo, aproveitar os erros alheios para amealhar preciosos pontos.

O grande trunfo da Citroën reside no espanhol Carlos Sainz, uma vez que este se mostrou sempre bastante regular em terras nórdicas, tendo terminado seis das suas oito participações, ocupando sempre um lugar no tão desejado pódio.

O resto da concorrência encontra-se expectante. A Subaru, com o Impreza WRC, aposta na experiência do finlandês Tommi Makinen.

Entretanto, a realização do Rali da Turquia poderá estar em risco, depois dos pilotos terem manifestado a sua inquietação quanto à eventualidade de um conflito armado no Iraque, país que tem uma fronteira comum com a Turquia. Apesar dos responsáveis turcos assegurarem a segurança de todos os envolvidos, mesmo em caso de guerra, a Federação Internacional do Automóvel poderá decidir-se pela anulação do evento.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)