Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

PIRES DÁ TAÇA A ARSENAL

Um golo solitário do luso-francês Robert Pires, aos 38 minutos, resultou na vitória do Arsenal sobre o Southampton, na final da Taça de Inglaterra, realizada ontem no Estádio Milénio em Cardiff. Com este triunfo, os ‘Gunners’ conseguiram salvar a temporada, depois de terem perdido o estatuto de campeão inglês para o Manchester United e de já terem sido eliminados da Liga dos Campeões.
18 de Maio de 2003 às 00:05
O veterano David Seaman liderou a festa do Arsenal pela conquista da Taça
O veterano David Seaman liderou a festa do Arsenal pela conquista da Taça FOTO: Ian Hodgson (Reuters)
Na lista de vencedores da Taça de Inglaterra, a equipa de Carlos Queiroz é a que mais troféus conquistou, totalizando dez taças. Logo atrás encontra-se o Arsenal, que ontem somou a sua nona vitória na competição.
Outro dado a registar é o facto de o Arsenal igualar Tottenham e Newcastle, tornando-se nas únicas equipas a conquistar a Taça de Inglaterra em duas temporadas consecutivas. Nesse aspecto, o Tottenham é líder, pois conseguiu esse feito por duas vezes: a primeira nas épocas de 1960-61 e 1961-62 e a segunda nas temporadas de 1980-81 e 1981-82.
TRIUNFO SEM CONTESTAÇÃO
Ontem, a vitória do Arsenal nunca esteve em causa, pois desde os minutos iniciais cedo se percebeu que os londrinos estavam ali para vencer a Taça.
Aliás, logo nos primeiros segundos, Thierry Henry teve nos pés a possibilidade de fazer o golo mais rápido na história da prova, mas Niemi não o permitiu, defendendo com os pés.
Cinco minutos depois, nova situação de perigo para os ‘gunners’, novamente por Henry. Estava dado o mote para o resto do encontro, apesar do Southampton ainda ter equilibrado a balança. Apareceu então Robert Pires, que aproveitou um ressalto da bola, rematando para o fundo da baliza de Niemi. Estava feito o único golo da partida, suficiente para o Arsenal levantar a Taça no final do encontro.
Refira-se que mesmo em vantagem, foram sempre os londrinos mais pressionantes, desperdiçando as melhores oportunidades. A toada manteve-se após o reatamento, com o Arsenal a controlar sempre as operações. Ainda antes do final, o gigante finlandês Niemi, guarda-redes do Southampton, foi obrigado a ser substituído, lesionado após um pontapé de baliza.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)