Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

PISO APELA À PRUDÊNCIA

Tarefa bastante difícil é o que esperam Miguel Campos e o belga Bruno Thiry hoje e amanhã, ao longo das quinze classificativas que compõem o Rali Elpa, prova do Europeu da especialidade com o coeficiente 20, que se desenrola nos rapidíssimos troços de um asfalto muito escorregadio da região do Peloponeso, na Grécia.
27 de Setembro de 2003 às 00:00
Ambos, com ‘armas’ iguais, o Peugeot 206 WRC, são unânimes em reconhecer que o menor descuido pode comprometer as aspirações de qualquer um deles em termos de Campeonato da Europa de Ralis, principalmente para o piloto belga, que ocupa a segunda posição com uma diferença de 160 pontos para Miguel Campos, actualmente na liderança com um total de 1080 pontos.
Portanto, à partida para esta prova, quando falta disputar somente mais uma – o Rali de Antibes, em França, de coeficiente 20 –, a ‘palavra de ordem’ é mesmo ‘muita prudência’.
O piloto da equipa Peugeot Total Silver Team SG mostra-se um pouco mais apreensivo com o que possa acontecer na etapa de amanhã, a confirmarem-se as previsões de chuva, pois se em “seco já é o que se vê, com o asfalto molhado será muito mais complicado manter o carro em pista, porque aí os pisos não têm qualquer aderência”.
“Quando se discute um rali ao décimo de segundo, como tem acontecido até aqui, não podemos cometer o mínimo erro, mas por outro lado temos de andar nos limites, a correr riscos, sob pena do adversário nos ganhar uma vantagem que poderemos não conseguir anular quando quisermos atacar”, refere o piloto de Famalicão.
No ‘shakedown’, onde os pilotos aproveitam para fazer as últimas afinações nas suas ‘máquinas’, Miguel Campos conseguiu ser três décimos de segundo mais rápido do que Bruno Thiry, no troço com cerca de cinco quilómetros, o que diz bem do andamento que cada um deles vai imprimir nos dois dias da prova grega. Ontem, ao final do dia, foi a abertura oficial, com uma espécie de desfile de todos os participantes num trajecto previamente estabelecido pelas ruas da cidade de Patra.
Hoje é que as coisas são a sério, com Miguel Campos a ser o primeiro a ir para a estrada, para uma sucessão de sete classificativas, com passagens duplas em Samiko e Figalia, a primeira com uma extensão de quase 20 quilómetros e a segunda com cerca de 35. Duas das restantes três andam pelos 20 quilómetros, sendo a outra de perto de 11.
Para domingo estão, então, reservadas mais oito classificativas, todas elas com distâncias que oscilam entre os dez e os 18 quilómetros de extensão.
Ver comentários