Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Podemos causar danos

O Manchester United desfalcado de jogadores importantes mas ferido no seu orgulho e muito pressionado por adeptos e Imprensa recebe hoje um Benfica em alta na segunda jornada da ‘Champions’.
27 de Setembro de 2005 às 00:00
Benfica testou ontem o relvado de Old Traford
Benfica testou ontem o relvado de Old Traford FOTO: Fernando Ferreira (Record)
Old Trafford vai encher como sempre e o ambiente será infernal, mas Ronald Koeman quer aproveitar o mau momento dos ‘red devils’ e garante que não vai jogar para o empate, apesar de reconhecer que seria um “bom resultado”.
O técnico holandês deu ontem das mais interessantes conferências de Imprensa desde que chegou à Luz. E foi fiel aos seus princípios. Quando lhe perguntaram se Ricardo Rocha ía jogar no lugar de Léo para ganhar centímetros no jogo aéreo, Koeman disparou: “Não. Há sempre que pôr os melhores a jogar e não pôr os mais altos para defender melhor. Temos de tentar fazer o nosso jogo e temos de atacar. Se vamos só defender não ganhamos nunca. E contra o United pode-se jogar porque eles dão espaço. É verdade que têm jogadores altos, por isso temos de estar concentrados nos livres e cantos. Mas nós também podemos causar danos porque temos jogadores mais rápidos que os defesas deles”.
Uma dúvida ficou assim desfeita: Léo joga e Rocha fica no banco. A outra é se joga Karagounis ou Geovanni. E tudo indica que será mesmo o grego o titular.
“Não vou mudar muitas coisas. Jogam os melhores”, afirmou, lacónico. Mas no treino, durante a ‘pelada’, juntou Petit, Manuel Fernandes e Karagounis no meio-campo. Sintomático de que vai mesmo apostar no reforço do meio-campo, utilizando assim um 4x3x3, devendo Miccoli descair mais para a direita.
O treinador avisa que os primeiros minutos serão decisivos e coloca a pressão do lado de lá. “Eles estão mais pressionados do que nós para vencer. Penso que vão entrar muito fortes e tentar marcar cedo, por isso temos de estar concentrados desde o início. Se conseguirmos aguentar a pressão inicial as coisas ficam de feição para nós”, disse, assegurando que não vai marcar Ronaldo. “Jogadores como ele não podem ser marcados individualmente”.
Nuno Gomes e Nélson também participaram na conferência de Imprensa e o cabo-verdiano, apesar de alguma timidez, impressionou pela personalidade revelada. “Chegou a altura de parar de sonhar e enfrentar a realidade: estou no Benfica das grandes competições, das grandes pressões. Agora estou ansioso, mas quando começar o jogo fico tranquilo”.
Nuno Gomes garantiu que a equipa não se deixará intimidar e que a alegada falta de estofo europeu deste Benfica não passa de um mito. “Tenho a certeza que jogar num ambiente destes não será prejudicial. Acho que não nos intimidam. É ir lá para dentro e tentar ganhar”.
Simão Sabrosa não falou na conferência mas alguns jornais ingleses atribuiram-lhe ontem declarações surpreendentes. Eis algumas passagens: “A nossa grande vantagem são os erros que os defesas deles cometem. Old Trafford não nos mete medo”; “Van der Sar é melhor que o guarda-redes anterior mas eles cometem tantos erros na defesa que isso tem pouca importância”.
MULHERES JOGAM POR FORA
Seis jogadores do Benfica vão ter apoiantes especiais. As mulheres e namoradas de algumas das ‘estrelas’ quiseram viajar até Manchester. Simão, Nuno Gomes, Ricardo Rocha, Moreira, Petit e Assis são os felizardos que contarão com uma claque entusiasta.
“Quis ver este jogo porque é contra o Manchester, uma grande equipa, e além disso existem três estádios que sempre quis conhecer. O San Siro, em Milão, onde já estive, Old Trafford, que vou conhecer agora, e um dia quero ir ao Maracanã”, disse a Filipa Sabrosa, esposa de Simão.
Claro que as mulheres não ficam no mesmo hotel da equipa. “Nem eu queria porque precisam de estar concentrados e tranquilos”, diz Filipa. Na viagem também ficaram separados: os jogadores à frente e as mulheres junto dos restantes passageiros, embora alguns tenham vindo cá atrás namorar um pouco.
Filipa garantiu ainda que não viajou com a equipa para ficar a conhecer melhor Inglaterra... uma vez que o Liverpool parece continuar interessado em Simão. “Já cá vim várias vezes”, disse.
Para a mulher de Petit (Carla) este é um regresso. “Já cá estive quando o Petit jogava no Boavista. Na altura perdemos e espero que agora seja diferente. Sinto que ele está com força e confiante”, disse.
REEDIÇÃO DE JOGO HISTÓRICO
Man. United e Benfica são dois históricos do futebol europeu. Mas se o emblema inglês tem um plantel de estrelas e lidera a lista dos clubes mais ricos do Mundo, já o Benfica, após a glória dos anos 60, regressa este época à prova após sete anos de ausência, com as limitações que se conhecem. Saberão Simão & Cia. voar no ‘Teatro dos Sonhos’?

Manchester United - Benfica, 19h45 (RTP 1)
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)