Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

POR FALAR EM INVENCÍVEIS

Amanhã é dia de clássico em Old Trafford: Manchester United-Arsenal, grande jogo em perspectiva! Não se discute propriamente o título – o Arsenal, em nove jornadas, tem já 9 pontos de avanço sobre o Manchester e parece inamovível da liderança – mas uma questão de orgulho.
23 de Outubro de 2004 às 00:00
O Arsenal não perde há 49 jogos na Premier e quer atingir os 50 em pleno estádio do rival. O Manchester, obviamente, quer impedir os londrinos de festejarem tão extraordinária façanha diante da sua gente. É uma questão de honra para as duas partes que serve para ‘apimentar’ um duelo já de si fascinante.
O recorde de invencibilidade do Arsenal tem emocionado a velha Inglaterra e não há quem não tire o chapéu aos rapazes de Arsène Wenger. A última derrota dos ‘gunners’ remonta a 4 Maio de 2003 (2-3 em casa com o Leeds). Desde então, o Arsenal soma 36 vitórias e 13 empates (golos: 108-34) com um título imaculado de permeio.
“É um feito de valor acrescido porque está a ser construído no campeonato mais competitivo do Mundo”, dizia há dias o ‘The Times’ e com razão. Se olharmos para o panorama europeu, só encontramos uma façanha de valor semelhante – os 58 jogos sem derrota do Milan de Fabio Capello no campeonato italiano, entre 26 Maio de 1991 e 21 de Março de 1993.
O recorde europeu absoluto do Steaua Bucareste (104 jogos sem derrota no campeonato romeno, entre Agosto de 1986 e Setembro de 1989), bem como os recordes do Celtic (62; entre 1915 e 1917) e do Benfica (56; entre 1976 e 1978) são deveras expressivos, mas não admitem comparação com a campanha arsenalista; da mesma forma que não se pode comparar a competitividade da Premier com a dos campeonatos romeno, escocês e português.
Outra invencibilidade que começa a dar que falar é a do treinador José Mourinho na Europa, leia-se Liga dos Campeões. O triunfo do Chelsea sobre o CSKA Moscovo (2-0) representou o 14.º jogo consecutivo invicto de Mourinho na ‘Champions’ (11 com o Porto, 3 com o Chelsea). A última derrota de “Jose” aconteceu nas Antas, a 1 de Outubro de 2003 (1-3 com o Real Madrid), seguindo-se dez vitórias e quatro empates (golos: 26-9), além do título europeu, claro.
Esta campanha notável encaminha o técnico português para o quadro de honra europeu: o recorde de invencibilidade na ‘Champions’ é de 20 jogos e pertence a Louis van Gaal (com o Ajax), à frente de Ottmar Hitzfeld (19 jogos; Bayern) e Alex Ferguson (18 jogos; Manchester Utd). Mourinho aproxima-se e continua fadado para grandes cometimentos. Essa é que é essa.
M. United-Arsenal | 2.ª feira | diferido Sport TV | 20h00
CARICATURA DE CAMPEÃO
O que mais me chocou na facilidade com que o mediano PSG dispôs do campeão europeu (2-0), foi a lembrança do que aconteceu no ano passado, quando este mesmo FC Porto passou a ferro dois grandes de França – o Marselha, na fase de grupos (f: 3-2; c: 1-0) e o tricampeão Ol. Lyon, nos ‘quartos’ (c: 2-0; f: 2-2) - antes de golear sem dó nem piedade o Monaco (3-0) na final da ‘champions’. Pois essa campanha arrasadora, que causou pesadelos e azias a alguns cronistas do ‘L’Equipe’, pertence ao passado...
Quem viu aquele FC Porto imperial de Marselha, Lyon e Gelsenkirchen, constata que mudou muita coisa e não só no plantel. Também na ‘alma’, na crença e na liderança da equipa.
Desde que Mourinho saiu, o FC Porto soma um empate e três derrotas na Europa (Supertaça incluída) e ocupa o último lugar do grupo que o Chelsea lidera só com vitórias. A qualificação é matematicamente possível, mas também é de admitir a hipótese de o FC Porto precisar de ganhar ao Chelsea para garantir... a presença na UEFA. E Mourinho, deixará?
MILAN-INTER: FORZA!!!
O dérbi eterno de Milão aquece 80 mil em S. Siro. Pela primeira vez em muitos anos, Milan e Inter coincidem num momento de grande forma - ambos 100% vitoriosos na Liga dos Campeões; o esquerdino Adriano começa a fazer sombra ao genial Shevchenko e, no banco, há outro duelo interessante: o duro e pragmático Ancelloti contra o virtuoso Mancini. A coisa promete.
Milan-Inter | amanhã | directo Sport TV | 19h30
LEVANTA-TE E SORRI BARÇA...
Quem viu o ‘show’ de bola que o Barcelona deu em S. Siro naquela segunda parte tem dificuldade em aceitar a vitória do Milan (1-0). Mas quem joga assim, quem tem capacidade de confundir e desarticular daquela maneira a habitualmente férrea defesa do Milan, sabe que o futuro sorri. Há um grande Barcelona na forja e o Osasuna é bem capaz de pagar as favas em Camp Nou...
Barcelona-Osasuna | amanhã | diferido Sport TV | 00h20
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)