Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
5

PORTUGUÊS FREDERICO GIL NOS OITAVOS-DE-FINAL

A jornada de ontem foi mais um daqueles frustrantes dias 'wimbledonianos' no All England Club: as chuvadas intermitentes fizeram com que nenhum dos embates referentes aos quartos-de-final masculinos ficasse concluído e quando a pluviosidade terminou já estava escuro demais...
3 de Julho de 2003 às 00:00
No entanto, foi possível realizar alguns encontros nos courts secundários e o jovem luso Frederico Gil logrou o apuramento para os oitavos--de-final do torneio júnior graças a um triunfo por 6-2 e 7-6 sobre o inglês Matt Lowe, o seu terceiro adversário britânico consecutivo em provas do Grand Slam, após ter perdido com David Brewer na primeira ronda de Roland Garros e ganho heroicamente (salvou cinco match-points) a Ross Hutchins na eliminatória inaugural em Wimbledon.
Também a arbitragem nacional esteve em destaque: os dois árbitros de cadeira ontem escalonados para o Centre Court eram portugueses. Carlos Ramos estava a dirigir o confronto em que o francês Sébastien Grosjean vencia o inglês Tim Henman por 7-6, 3-6 e 6-3 (1-2 no quarto set) até à interrupção final, enquanto Jorge Dias iria conduzir a contenda entre o suíço Roger Federer e o holandês Sjeng Schalken que não chegou a começar. Esse será o último encontro do credenciado árbitro português, já que quis terminar a sua carreira ao mais alto nível - em Wimbledon, precisamente o evento do Grand Slam onde se iniciou em 1986 e atingiu o pico com a direcção da final de 2001. Jorge até foi homenageado pelos seus pares no court central!
No outro encontro suspenso, Alexander Popp e Mark Philippoussis estavam empatados no quinto set (6-4, 6-4, 3-6, 3-6, 2-2) e o embate entre Andy Roddick e Jonas Bjorkman também não se iniciou.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)