Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Presidente da FIFA denuncia ingerência política no futebol egípcio

O presidente da FIFA, Sepp Blatter, denunciou hoje a existência de ingerência política no futebol egípcio, depois de confrontos terem causado a morte a 74 pessoas no encontro entre o Al-Masry e o Al-Alhy, treinado por Manuel José.
4 de Fevereiro de 2012 às 14:00
Presidente da FIFA denuncia ingerência política no futebol egípcio
Presidente da FIFA denuncia ingerência política no futebol egípcio FOTO: Reuters

"No Egipto, o futebol é vítima de ingerência política. Não o podemos aceitar. O futebol é para as pessoas, para a juventude, para trazer emoção e esperança. Nunca aceitaremos que seja utilizado para fins políticos", disse Blatter, à margem da cerimónia de abertura do congresso extraordinário da Confederação Sul-americana ed Futebol.

A FIFA já suspendeu algumas federações nacionais devido a ingerência política, sendo que, no ano passado, interveio nas federações de Madagáscar, Grécia, Irão, Iraque, Iémen, Quénia e Kuwait.

Na quarta-feira, quando ocorreram os graves incidentes em Port Said, Blatter considerou que se tratava de um "dia negro" para o futebol

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)