Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

PROCURAR O MEU PRÓPRIO ESPAÇO

O extremo Marco Ferreira integrou ontem pela primeira vez os trabalhos do plantel do FC Porto e mostrou-se agradado com a forma como foi recebido no seio dos dragões.
28 de Dezembro de 2002 às 00:00
"Quando se chega a uma casa nova nunca se sabe o que se vai encontrar. Entrei bem no grupo, agora vou continuar a trabalhar e procurar ganhar o meu próprio espaço...", prometeu o novo reforço de José Mourinho, que não denotou qualquer inibição face à pressão a que vai estar sujeito na equipa que lidera a SuperLiga.

"A pressão existe no dia-a-dia. A constante da nossa vida é esta e temos que estar preparados", explicou o novo extremo para o ataque do FC Porto, mostrando satisfação por integrar a família portista: "O importante era chegar aqui. O baptismo foi bom e não estranhei nada", esclareceu o jogador, que foi apresentado na companhia de Reinaldo Teles.

O administrador da SAD azul-e-branca não escondeu que há muito que o FC Porto perseguia Marco Ferreira e negou que o extremo Cândido Costa esteja, para já, de saída para o V. Setúbal no âmbito da transferência do ex-sadino para as Antas: "Até este momento ninguém falou connosco. Podem sair jogadores, mas não vamos falar de nada", frisou Reinaldo Teles, numa altura em que é praticamente certo que o internacional sub-21 portista rume para Setúbal, tanto mais que para a ala direita do ataque o técnico José Mourinho também dispõe do internacional Nuno Capucho.

Para além da saída de Cândido Costa para o Vitória de Setúbal, no seio portista também se antevê a cedência do guarda-redes Hilário à União de Leiria. O guardião que na última época esteve emprestado ao Varzim poderá estar a caminho do emblema do Lis, pois o FC Porto já dispõe dos guarda-redes Vítor Baía, Nuno e Paulo Santos. Até agora Hilário foi o guarda-redes menos chamado às convocatórias dos dragões.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)