Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Queiroz com “ambição” para vencer Mundial

O seleccionador nacional mantém a confiança em alta para o próximo Mundial de futebol, em 2010, na África do Sul. Carlos Queiroz não esconde a ambição de vencer e “convoca” todo o país para a conquista desse título.
27 de Outubro de 2009 às 16:22
Carlos Queiroz sublinha "responsabilidade e ambição" de todos
Carlos Queiroz sublinha 'responsabilidade e ambição' de todos FOTO: d.r.

“Se a Grécia ganhou o Campeonato da Europa em Portugal, porque é que nós não podemos pensar sempre grande? Com a maior das ambições, querer sempre os primeiros, porque isso determina as nossas atitudes no trabalho, as nossas exigências no dia”, assegurou o seleccionar, à margem dos prémios CNID, entregues no Porto.

“Quando digo que estamos aqui por uma razão, que é sermos os primeiros, lutar por essa ambição, quer dizer que lutamos e queremos levantar pedra por pedra, se for necessário, para termos tantas chances como outros”, sublinhou Queiroz.

 

Para chegar ao Mundial e vencer, o professor “convoca” todo o país, “todos aqueles que têm responsabilidades de contribuir para que o futebol português possa chegar lá”. Queiroz sublinha que todos os que compõem a selecção estão empenhados em realizar um bom trabalho. “Somos ambiciosos, queremos ser número um. Não ia sair do Manchester United, onde ganhei seis títulos, nem o Bruno Alves sair do FC Porto, onde ganha jogos e títulos, para irmos para a selecção para dormirmos ou jantarmos bem. Não é esse o nosso propósito. Quando vamos para a selecção só temos uma coisa em mente, chegar lá à frente e sermos primeiros”, sustentou.

 

Mas para garantir o passaporte para a África do Sul, Portugal tem ainda de ultrapassar a Bósnia-Herzegovina nos dois jogos do play’off que se disputam em Novembro. Queiroz mostra-se preparado e atento à qualidade dos jogadores bósnios. “Conhecemos o adversário com quase todo o detalhe. Já vi os 10 jogos de qualificação, estamos a ver partidas dos futebolistas nos seus clubes para determinar as suas valias técnicas. Sabemos já muita coisa sobre a Bósnia-Herzegovina, uma boa equipa, com excelentes jogadores”, disse.

 

Por isso, entende o seleccionador, Portugal tem “todas as condições para poder ganhar esta eliminatória, todas as razões para poder optimista, embora seja bom que todos sintam que não se trata de uma equipa qualquer”.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)