Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Real obriga Pepe a descansar

Pepe vai ser forçado pelo Real Madrid a descansar nos próximos 15 dias. Segundo o jornal ‘Marca’, o clube não vai castigar o defesa luso-brasileiro pelo pisão a Messi no jogo da 1ª mão da Taça do Rei, diante do Barcelona (1-2), mas vai resguardá-lo nos próximos três jogos, de forma a evitar mais críticas (para a Liga com o Ath. Bilbao e Saragoça e na 2ª mão da Taça do Rei).

21 de Janeiro de 2012 às 01:00
A pisadela de Pepe a Messi gerou uma onda de contestação contra o internacional português. O central do Real Madrid justificou-se: “Foi um acto involuntário”
A pisadela de Pepe a Messi gerou uma onda de contestação contra o internacional português. O central do Real Madrid justificou-se: “Foi um acto involuntário” FOTO: Susana Vera

José Mourinho também não gostou da forma como o número 3 foi batido no lance do primeiro golo do Barça (por Puyol). Além do mais, Pepe, que saiu no minuto 78, revelou problemas físicos, pelo que, ainda de acordo com o jornal espanhol, esta pode ser a desculpa ideal para o obrigar a parar, mesmo depois de ter dito que o pisão foi involuntário e de ter pedido desculpas a Messi .

Ontem surgiu uma nova voz crítica a Pepe por parte do Barcelona. "Ninguém acredita nas palavras de Pepe", disse o vice--presidente, Carles Vilarrubí, que instou o Comité Disciplinar a castigar o defesa-central: "Toda a gente viu o que se passou."

SETE PECADOS DE MOURINHO COM O BARÇA

José Mourinho cometeu "sete pecados" na derrota (1-2) do Real Madrid, diante do Barcelona, para a Taça do Rei, segundo o jornal espanhol ‘Marca’ que é muito próximo dos ‘merengues’.

1 Esquema ultradefensivo. Apenas um remate, o do golo de Ronaldo.

2 A titularidade de Ricardo Carvalho e Altintop, que pouco têm jogado.

3 As entradas dos suplentes Özil, Callejón e Granero nada alteraram no Real.

4 Pouca posse de bola. O Barça teve 76 por cento e o Real 24.

5 Erros nos lances aéreos de bola parada. Puyol cabeceou sem oposição na área ‘merengue’ no lance do 1-1.

6 Jogadores demasiado excitados, casos de Pepe, Ricardo Carvalho, Coentrão e Callejón, que viram o amarelo.

7 Pouca autocrítica de José Mourinho. Optou por dizer que os jogadores que costumam jogar sempre bem não estiveram ao seu nível habitual.

PEPE REAL MADRID TAÇA DO REI BARCELONA MESSI
Ver comentários