Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Real vence duelo latino

O Real Madrid venceu ontem a Juventus por 1-0, no mais latino dos confrontos ontem realizados para a Liga dos Campeões, e seguramente um dos mais aguardados, devido ao peso histórico dos contendores. E também ao intenso brilho das duas galáxias que pisaram o relvado do estádio Santiago Bernabéu.
23 de Fevereiro de 2005 às 00:00
A jogar num ambiente tenso, devido à derrota caseira ante o Atlético de Bilbau no passado fim-de-semana, para a Liga espanhola, os ‘merengues’ apenas conseguiram um golo, apesar de intenso domínio. Pecúlio escasso para a viagem a Turim, mas que poderá até ser decisivo. O tento da vitória foi apontado por Helguera, aos 31 minutos, que com um desvio de cabeça, após ‘livre’ marcado por Beckham, bateu o guardião Buffon. A Juve tentou reagir, mas a saída de Nedved por lesão, pouco depois, nunca foi ultrapassada e a equipa perdeu sentido ofensivo. Na segunda metade o Real Madrid intensificou a pressão, teve oportunidades para aumentar a vantagem, mas Figo, Raúl e Ronaldo não acertaram com a baliza transalpina. Quando isso acontecia, estava lá Buffon. Dentro de 15 dias, Vanderlei Luxemburgo terá a sua primeira grande ‘final’ desde a chegada a Madrid.
Neste dia 1 da primeira ‘mão’ dos oitavos-de-final as equipas visitantes apenas conseguiram marcar um golo. O seu autor foi Touré, do Arsenal, que aos 88 minutos do jogo em Munique reduziu o marcador de um quase definitivo 3-0 para um 3-1 que deixa o jogo de Londres, na segunda ‘mão’, completamente em aberto. Pelo Bayern Pizarro marcou cedo, logo aos 4’, bisou na segunda parte. Salihamidzic fez o terceiro.
Em Liverpool, a vitória dos anfitriões sobre o Bayer Leverkusen foi escrita na primeira parte, com golos de Luis Garcia e Riise.
No outro jogo da noite europeia, o PSV Eindhoven conseguiu um pouco tranquilizador 1-0 sobre o Mónaco. O golo solitário do brasileiro Alex poderá não ser suficiente no principado, onde os pupilos de Deschamps costumam ser terríveis. Os restantes jogos desta 1.ª mão realizam-se hoje.
MOURINHO REENCONTRA DECO
De regresso a Barcelona, José Mourinho ocupou nestes dias espaço destacado na Imprensa espanhola. Em entrevista à ‘Marca’, o agora técnico do Chelsea garante que nenhum sentimento de vingança o anima neste reencontro. “Sou muito mais do Barça que muita gente daqui, que às vezes quer que o clube perca. Eu quero sempre que ganhe, menos contra o Chelsea”.
Mourinho falou muito sobre a sua personalidade (”os clubes não querem técnico simpáticos, mas sim ganhadores”) e reiterou a vontade de um dia treinar a Selecção portuguesa, tal como admitiu um regresso a Espanha. Mourinho revelou ainda ter tido uma oferta superior à do Chelsea, que na altura rejeitou. Por sua vez Deco, que estará do outro lado, relembra que Mourinho não joga no Camp Nou, mas garante que ele é muito influente. Sobre o Chelsea, adianta: “Faz-me lembrar o meu FC Porto. Muito compacto.”
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)