Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
8

Recaída do Dragão impede liderança

O FC Porto voltou a ‘espirrar’ após nove jogos seguidos a ganhar, período em que evidenciou grande pujança física e anímica. Ontem, diante de um Marítimo que vinha de duas pesadas derrotas frente ao Sporting e ao Benfica, a equipa de Jesualdo Ferreira teve uma recaída que só não foi mais forte porque os postes da baliza de Hélton se aliaram à causa dos dragões, em dois momentos. Também porque o guarda-redes Marcos brilhou no tempo exacto. E no limite, porque Duarte Gomes não terá visto uma mão na bola de Bruno Alves dentro da área, após cruzamento-remate de Manú, numa fase crítica do jogo, a minutos do apito final.
22 de Dezembro de 2008 às 00:30
Lisandro ganha de cabeça a João Guilherme mas a bola não chegou à baliza
Lisandro ganha de cabeça a João Guilherme mas a bola não chegou à baliza FOTO: Estela Silva/Lusa

Chega assim ao fim uma série fantástica, que aproximou a equipa portista da liderança da Liga e a lançou para os oitavos-de-final da Champions. O primeiro lugar da competição doméstica seria agora dos dragões não fosse a boa exibição do Marítimo , que após os descarrilamento nos Barreiros ante o Benfica e a derrota em Alvalade retorna aos bons resultados e às boas exibições. A fórmula dos ilhéus voltou a utilizar os ingredientes certos: defesa coesa, meio-campo organizado, só faltou um contra--ataque mais efectivo. É verdade que o Marítimo nem entrou bem no jogo, mas aos 20 minutos já tinha recuperado os equilíbrios.

O FC Porto voltou a evidenciar sintomas de um certo aburguesamento. Deixou o jogo correr ao sabor do ritmo que o Marítimo escolheu. Entrou forte, mas não soube (ou não conseguiu) dar continuidade à intenção de jogar em constante pressão. Voltou a correr no final, então mais com o coração. E assim desperdiçou uma grande oportunidade de chegar à liderança. O Benfica nem precisa de ganhar hoje ao Nacional para recolher as faixas de campeão de Inverno.

"FALTARAM OS GOLOS"

Desalentado com o resultado, mas satisfeito com o futebol apresentado. Foi assim que Jesualdo Ferreira falou ontem aos jornalistas no final da partida diante o Marítimo (0-0). "Faltaram os golos. Tivemos ocasiões suficientes para marcar, mas não o conseguimos. Ficámos a dever a nós este empate", assumiu, reconhecendo o desacerto na finalização. "Rematámos de todas as formas mas a sorte não esteve connosco. Estamos tristes", concluiu.

ANÁLISE

POSITIVO:  MARCOS SEGURA

O guarda-redes do Marítimo segurou a equipa no momento-chave de jogo, com duas fabulosas defesas.

NEGATIVO:  ATITUDE PASSIVA

O FC Porto voltou a revelar os sintomas que evidenciou na sua pior fase da época, quando perdeu alguns jogos.

ARBITRAGEM:  UM ERRO IMPORTANTE

Duarte Gomes deixou impune uma mão na bola de Bruno Alves na sua área.

AGRESSÕES APÓS JOGO

O parque de estacionamento do estádio do Dragão foi palco de uma agressão do assessor Rui Carvalho, do FC Porto, a um homem devidamente credenciado pela Liga, que o CM apurou tratar-se do motorista da equipa de arbitragem.

O agredido reagiu com insultos e só a intervenção de um segurança evitou um confronto maior. "Para ganhar é preciso marcar golos e a culpa é minha?", disse o motorista antes de ser abordado pelo assessor portista.

A agressão seguiu-se a uma breve confusão no túnel de acesso aos balneários entre dirigentes do Marítimo e responsáveis do FC Porto. De tal forma que o árbitro lisboeta Duarte Gomes teve de aguardar alguns momentos para poder entrar no túnel.

FICHA DE JOGO

LIGA - 12.ª Jornada - 21/12/2008

Local: Estádio do Dragão - Assistência: 37809

FC PORTO: Hélton, Jorge Fucile, Bruno Alves, Rolando, Pedro Emanuel (Mariano 67’), Fernando, Raul Meireles (Farías 85’), Lucho González, Cristian Rodríguez, Lisandro Lopez, Hulk.

Treinador: Jesualdo Ferreira

MARÍTIMO: Marcos, Fernando Cardozo, Van der Linden, João Guilherme, Briguel, Bruno, Olberdam, Miguelito, Marcinho (Vítor Júnior 77), Baba (Manú 86’), Bruno Fogaça ( Djalma 46’).

Treinador: Lori Sandri

Árbitro: Duarte Gomes (Lisboa)

Disciplina: Amarelos: Olberdam (14’), Vander Linden (43’), Hulk (53’), Fucile (67’), Baba (74’), Rodriguez (78’), Vitor Júnior (80’). Marcos (90 2’) e Bruno (90 3’)

Classificação do jogo 6

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)