Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Recordações: “O Ronaldo era muito traquina”

Gilda Aguiar, de 67 anos, está na África do Sul desde 1970. É madeirense, vive em Bedforview, arredores de Joanesburgo, e não perde uma ocasião para tentar ver Ronaldo. "É o nosso menino. A família do meu marido era vizinha dos Aveiro em Santo António. Iam à mercearia do meu sogro abastecer-se. Eram boa gente. Humildes e simpáticos. Estamos aqui há mais de 40 anos, mas vamos regularmente à Madeira. Conheci o Ronaldo quando era um menino traquina", diz Gilda, que gere vários salões de beleza.
27 de Junho de 2010 às 00:30
Gilda Aguiar gere vários salões de beleza na África do Sul
Gilda Aguiar gere vários salões de beleza na África do Sul FOTO: direitos reservados

"Na altura, tinha o meu Ronaldo quatro ou cinco anos. Já se adivinhava que iria ser futebolista. Andava sempre agarrado a uma bola. E já tentava fazer habilidades. Via--se que tinha jeito", frisa a empresária, enquanto agita uma bandeira da Madeira com uma inscrição: ‘Ronaldo, presidente da Nação’. "É uma brincadeira. Assim ele sabe o quanto o povo gosta dele", vinca, em bom português. "É a nossa língua."

Sobre o Mundial, Gilda diz que percebe pouco de bola, mas deixa uma certeza: "Jogue onde jogar, a nossa Selecção vai ser a mais apoiada de todas. Espero que os jogadores retribuam o nosso carinho."

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)