Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

RECORDAR O PASSADO EM 2002

Brasil e Inglaterra voltam a encontrar-se amanhã, 32 anos depois do último confronto, numa partida para relembrar a história dos campeonatos do mundo, em especial o de 1970, realizado no México.
19 de Junho de 2002 às 23:31
Naquele que será o primeiro jogo dos quartos-de-final do Mundial de 2002, na Coreia do Sul e Japão, as duas selecções vão trazer à memória um dos melhores, senão o melhor desafio de futebol alguma vez visto em Campeonatos do Mundo.


Em 1970, no Grupo 3 da fase de apuramento, Brasil e Inglaterra tinham os melhores jogores da altura, desde Pelé, Jairzinho, Rivelino até Bobby Charlton, Gordon Banks e Bobby Moore. Em campo estava a detentora do título, a Inglaterra que em 1966 vencera o Mundial realizado no seu país e o Brasil vencedor em 1962, no Chile.


Era a luta entre dois estilos de futebol bem distintos, o latino-americano, onde a fantasia ditava leis e o estilo europeu, em que a rigidez táctica sobrepunha-se à magia individual. O Brasil acabou por levar a melhor com um golo solitário de Jairzinho, o único que até hoje conseguiu marcar em todos os jogos num Mundial. Pelé viu um cabeceamento fulminante a ser defendido em cima da linha por Banks, quando já gritava golo. Na retina de muitos ainda de pode ver a imagem de Pelé e Bobby Moore a trocarem de camisola no final da partida.


Amanhã, voltam a estar frente a frente dois estilos diferentes de futebol, as estrelas são outras, bem como o objectivo. O espéctaculo está garantido com executantes como Ronaldo, Rivaldo, Beckham ou Owen. Quem sabe se não será outro clássico como o de 1970.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)