Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
1

Reforços nos 'três grandes' chegam depois das saídas

Benfica deverá ser o clube mais ativo dos três grandes no mercado de janeiro.
Mário Morgado Ribeiro 24 de Dezembro de 2017 às 07:37
Rui Vitória, treinador do Benfica
Jorge Jesus
Sérgio Conceição, treinador do FC Porto
Rui Vitória, treinador do Benfica
Jorge Jesus
Sérgio Conceição, treinador do FC Porto
Rui Vitória, treinador do Benfica
Jorge Jesus
Sérgio Conceição, treinador do FC Porto
Os três grandes só admitem reforçar os respetivos plantéis no mercado de janeiro, caso se confirmem algumas saídas, apurou o CM.

O Benfica deverá ser a equipa mais ativa no que toca a movimentações. O defesa Lisandro López já manifestou o desejo de abandonar o clube. Boca Juniors e Levante estão interessados. O argentino perdeu espaço para Rúben Dias. Até foi mais utilizado recentemente, em virtude da lesão de Luisão e de Rúben Dias.

Contudo, o português já está recuperado e é a aposta natural no centro da defesa (Jardel é neste momento o outro titular). Gabriel Barbosa e Douglas não convenceram e serão devolvidos ao Inter de Milão e Barcelona, respetivamente. Samaris tem mercado em Inglaterra, enquanto o Nápoles ainda não esqueceu Grimaldo.

Só depois de algumas saídas, chegarão caras novas à Luz. O lado direito da defesa é uma das prioridades. Mukiele, do Montpellier, agrada às águias, mas o preço elevado exigido pelos franceses torna o argentino José Luis Gómez, do Lanús, um alvo mais realista.

O rival Sporting não tem tanta necessidade de se reforçar, porque já o fez no início da época. No entanto há dois jogadores do Rio Ave que interessam aos leões. O defesa Marcelo está praticamente garantido. O problema está na contratação de Rúben Ribeiro, que parece estar mais perto do FC Porto.

Mas antes de se confirmarem esses negócios, alguns jogadores terão de ser emprestados. Tobias, Mattheus Oliveira, Palhinha e Iuri Medeiros devem ser cedidos. Alan Ruiz deverá ser a única venda. Já não é opção para Jorge Jesus e vai sair em janeiro.

No caso dos dragões, Rúben Ribeiro seria, para já, a única novidade. Já a saída do guarda-redes espanhol Iker Casillas é vista com bons olhos, devido ao elevado salário do guardião (cerca de sete milhões de euros anuais brutos). 

FC Porto quer avançado 
O FC Porto tem um dos ataques mais concretizadores da Europa, mas, ainda assim, os dragões procuram um avançado na reabertura do mercado para fazer face ao que falta da temporada, com a equipa em todas as frentes. Raphinha (V. Guimarães) e Etebo (Feirense) foram os nomes já falados. 

Alavés pensa em Miguel Layún 
O Alavés pode ser o destino de Miguel Layún, defesa do FC Porto, até final da temporada. A equipa do primeiro escalão espanhol quer o mexicano por empréstimo e Sergio Fernández, diretor desportivo do clube, já esteve em Portugal para solicitar a cedência. 

PORMENORES 
Mercados diferentes
O Benfica procura reforços de primeira linha para atacar o campeonato português. As águias estão fora das restantes competições e vão apostar tudo na Liga. Já Sporting e FC Porto, por estarem inseridos em todas as frentes, estão no mercado por jogadores que permitam a rotatividade no plantel.

O reforço inesperado
Bryan Ruiz foi uma das surpresas no Sporting. O jogador esteve fora dos planos de Jorge Jesus, mas acabou por ser incluído. A sua polivalência evita que os leões tenham de ir à procura de mais médios.
Benfica Sporting FC Porto reforços desporto futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)