Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
7

Regime de excepção vai terminar

Os jogadores de futebol têm razões para estar preocupados, depois da notícia ontem avançada pelo semanário ‘Expresso’. Segundo o mesmo, os futebolistas vão passar a integrar, já a partir de 2007, o regime geral da Segurança Social, perdendo o de excepção que ainda vigora para esta classe.
22 de Outubro de 2006 às 00:00
Com esta mudança, que deverá ser aprovada pelo Governo no primeiro semestre do próximo ano, os jogadores de futebol poderão ver os seus encargos com este organismo triplicar, notícia que não é do agrado dos jogadores.
Com esta alteração, os jogadores passam a integrar as mesmas regras do regime geral, deixando de descontar apenas um quinto dos salários para a Segurança Social, enquanto a base de incidência do IRS deixará de ser feita sobre 60 por cento do rendimento bruto.
Hermínio Loureiro, presidente da Liga de Clubes, já se manifestou contra esta medida governamental, considerando-a injusta, pelo que defende a continuação do regime transitório de enquadramento dos agentes desportivos, que vigora desde 1989.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)